Goiânia e Região Metropolitana implantam novo sistema de bilhetagem eletrônica

Publicado em: 26 de novembro de 2019

Pacote Tecnológico da Prodata vai modernizar o sistema de transporte coletivo da região, facilitando e ampliando o acesso 

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), em conjunto com as empresas de ônibus da Grande Goiânia, lançou oficialmente na manhã desta terça-feira, 26 de novembro de 2019, a implementação de um pacote tecnológico que vai modernizar o sistema de transporte da região.

Além da biometria facial, o novo sistema promete a diversificação dos meios de pagamento – além do cartão de transporte, o usuário do ônibus pode pagar sua passagem com cartão de crédito ou débito por aproximação (NFC), e ainda por QRCode.

Em resumo, o extenso cardápio de inovações, que reúne o que de mais moderno o sistema de bilhetagem integrada oferece hoje, compõe a modernização do sistema contratada junto à Prodata. O financiamento e a implantação gradual será feita pelo RedeMob Consórcio.

O pacote tecnológico terá ainda o pagamento em nuvem (Procloud) e a recarga a bordo com Wi-Fi no interior dos ônibus. O sistema online permite a atualização de dados dos cartões de transporte dentro do próprio veículo.

A nova tecnologia da Prodata, líder de mercado na América do Sul, presente em 240 cidades e 9 capitais brasileiras, abre campo para uma série de novidades, permitindo ao poder concedente do sistema praticar tarifas flexíveis no transporte. Com os dados produzidos pelo sistema, o usuário poderá ser beneficiado com valores diferentes da passagem, a depender do dia, horário ou linha. Outro benefício que será possível com a nova bilhetagem é a maior integração eletrônica entre as linhas sem uso dos terminais.

O projeto de inovação da bilhetagem será implantado em fases, sem prejuízos ao sistema atual.

A primeira fase contempla a biometria facial e o QR Code, e será executada em até oito meses após a assinatura do contrato. Na sequência virá a segunda fase, com prazo de conclusão de quatro meses. A previsão é que o novo sistema esteja em pleno funcionamento até dezembro de 2020.

Segundo a CMTC, todas as etapas buscarão esclarecer os usuários sobre os benefícios das mudanças, lançando mão de campanhas nas redes sociais e nos terminais de integração da RMTC.

Goiânia, na verdade, já atua na fronteira da inovação. O atual sistema de bilhetagem eletrônica, implantado há 22 anos, foi pioneiro no país. A RMTC possui cerca de 1 milhão e 900 mil unidades emitidas do Cartão Fácil. “A transição para o novo sistema de bilhetagem será executada com a garantia de não prejudicar a população que utiliza o serviço. Os mais de 1.700 pontos de venda espalhados pelas cidades da Região Metropolitana de Goiânia continuarão realizando o serviço de recarga do Cartão Fácil até que o novo modelo esteja completamente implementado”, informa comunicado da RMTC.

Benjamin Kennedy Machado da Costa, presidente da CMTC, afirmou na solenidade desta amanhã que a nova bilhetagem nada mais é do que a garantia de que a melhoria perseguida pela Companhia e pelas empresas concessionárias do transporte coletivo será alcançada. “É um sistema prático, que também usa a internet e o smartphone. Praticamente toda a população já utiliza hoje os cartões de crédito e débito ou o smartphone, então isso vai facilitar muito a adesão a essas novidades. Os nossos clientes não terão nenhuma dificuldade de adaptação às mudanças”, reforçou o presidente da CMTC.

O diretor executivo do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino, ressaltou que os recursos que serão implantados no sistema de transporte já estão disponíveis em outras regiões do país, “mas a Região Metropolitana de Goiânia será a única com todas as funcionalidades juntas e integradas”, disse.

Essa revolução na forma de pagamento do sistema permitirá não somente mais alternativas e conforto ao usuário do transporte, como ainda redefinir o desenho da rede de transportes no médio prazo.

Essas inovações facilitam a criação de uma solução de cobrança de tarifas que independe da emissão de cartões dedicados ou outros dispositivos para acessar o transporte, como destaca Leonardo Ceragioli, diretor comercial da Prodata. Mais que novidade, o pacote anunciado hoje na capital de Goiás cria uma ponte para um completo Ecossistema de Cidade Inteligente.

Veja o vídeo sobre o projeto que será implantado:

PRODATA VENCE PRÊMIO ‘MAIORES DO TRANSPORTE & MELHORES DO TRANSPORTE’

Na edição deste ano, empresa venceu pelo 13º ano na categoria “Sistemas de Bilhetagem”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta