Ônibus rodoviário elétrico da BYD já tem as primeiras encomendas realizadas

Publicado em: 9 de novembro de 2019

Foto: Adamo Bazani

Entregas devem começar entre março e abril de 2020 com a conclusão do processo de homologação

ADAMO BAZANI

Colaborou Alexandre Pelegi

Uma das grandes novidades no evento de fretamento da Fresp e da ANTTUR, que ocorre até este domingo, 10, em Atibaia, no interior São Paulo, o ônibus elétrico rodoviário da BYD já tem contratos de entrega assinados.

A informação foi dada ao Diário do Transporte, que entrevistou o diretor de novos negócios da empresa, Adalberto Maluf.

Por causa de questões éticas comerciais, o executivo disse que ainda não pode divulgar as empresas e a quantidade, mas disse que entre março e abril de 2020, quando termina todo o processo de homologação, os ônibus serão vistos pelo público em prestação de serviços.

Adalberto Maluf ainda acrescentou que os veículos podem abrir uma nova oportunidade de negócios para empresas interessadas em montar pontos de recarga rápida em postos de parada em rodovias, no caso de linhas intermunicipais, ou mesmo dentro de empresas que são clientes das companhias de ônibus de fretamento.

O banco de baterias está nos bagageiros, tomando assim espaço das malas, por isso a indicação de uso é para médias e curtas distâncias.

O ônibus tem dois motores elétricos no eixo traseiro que rendem o equivalente a 405 cavalos de potência.

A autonomia das baterias é de em torno de 350 quilômetros, sendo assim maior que dos urbanos, que variam entre 250 km e 300 km, dependendo das condições operacionais.

A explicação se dá, segundo Maluf, também pelo perfil de operação do ônibus rodoviário, que tem menos paradas, com velocidades mais constantes.

A “carga” do rodoviário de fretamento acaba sendo mais leve também, com cerca de 40 pessoas, enquanto um ônibus urbano padron lotado transporta o dobro (80 passageiros) entre sentados e em pé.

Assista na íntegra entrevista com Adalberto Maluf:

09_nov_FRESP_BYD_01

Diretor de novos negócios da BYD Brasil, Adalberto Maluf diz que em diversos países cada vez mais são comuns ônibus de fretamento elétricos. Foto: Adamo Bazani

09_nov_FRESP_BYD_09

09_nov_FRESP_BYD_02

Baterias ficam na região dos porta bagagens. Indicação do veículo é para fretamento e serviços intermunicipais. Foto: Adamo Bazani

09_nov_FRESP_BYD_04

Área do plugin do carregamento. Foto: Adamo Bazani

09_nov_FRESP_BYD_05

Na parte traseira estão os inversores e a central de gerenciamento. Foto: Adamo Bazani

09_nov_FRESP_BYD_06

Painel indica em tempo real performance do veículo e nível de bateria. Foto: Adamo Bazani

09_nov_FRESP_BYD_07

Área interna é como de um ônibus comum já existente no mercado. Praticamente não houve mudanças na carroceria. Foto: Adamo Bazani

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Colaborou Alexandre Pelegi

 

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    A noticia e muito boa.

Deixe uma resposta