Novidade da Cittati para companhias de ônibus entrega benefícios para motoristas, passageiros e gestores

Publicado em: 29 de outubro de 2019

CittaGeo foi apresentado no Arena ANTP 2019.

No Brasil, uma a cada quatro pessoas utiliza o transporte público como principal meio de locomoção. Manter uma estrutura de transporte que atenda à crescente demanda nunca foi fácil e, nos últimos anos, tornou-se uma tarefa ainda mais complexa devido às exigências por mais transparência e qualidade no transporte público (levando a processos de melhoria e adequações que entreguem um serviço melhor prestado para a população).

Foi pensando em atender a necessidade de uma organização de processos mais minuciosa que a Cittati desenvolveu o CittaGeo. O sistema revoluciona todo o ônibus, trazendo benefícios diretos para Centros de Controle Operacionais, motoristas e passageiros.

Através de um painel interno, o motorista pode acompanhar o status de sua pontualidade e distância para os veículos, o que viabiliza sua autogestão na condução e ajustes operacionais ainda dentro da viagem. É possível ainda a comunicação por texto e áudio, com configurações de permissão pelo sistema, entre o motorista e o respectivo Centro de Controle Operacional (CCO), tornando mais fácil e rápida a troca de orientações e autorizações. Os dados apresentados aos motoristas sobre sua operação são os mesmos apresentados nos canais e ferramentas disponíveis ao CCO e times de campo, garantindo a consistência e rapidez da identificação de situações de exceção e sua tratativa entre os times.

A tripulação embarcada (motorista e cobrador do ônibus) é parte relevante da cadeia de comunicação do sistema de transporte, e por conta disso, a nova fronteira tecnológica e processual que se apresenta é a que inclui essa relevante força de trabalho na dinâmica de melhores praticas das empresas operadoras de transporte público.

Enquanto algumas operações funcionam melhor centralizando os processos de monitoramento, gestão e tomada de decisão em CCOs, outras possuem um arranjo mais descentralizado, delegando parte desses processos para times de campo e tripulações embarcadas na prática. É neste contexto que emergem novas tecnologias embarcadas nos ônibus, mais maduras e que tornam os veículos inteligentes no apoio aos processos das empresas.

DESAFIOS

Nos grandes centros urbanos, onde o trânsito pesado prejudica os intervalos entre ônibus e gera um tempo maior de espera nos pontos (o que muitas vezes leva à superlotação de veículos), e onde novos modais de transporte (como o Uber, patinetes, bicicletas, etc.) criam um cenário de concorrência, o serviço de transporte público precisa se aprimorar para permanecer competitivo.

É a partir da tecnologia que empresas de ônibus estão conseguindo superar estas dificuldades.

Nos últimos anos, diversas garagens criaram CCOs para monitorar suas atividades, acompanhar os horários exatos de saída e chegada de suas linhas e entender melhor seu fluxo de passageiros, as movimentações nas vias. Este modelo já trouxe consideráveis ganhos de eficiência, organização e prestação de contas, ao permitir que empresários do setor entreguem uma significativa melhora no sistema de transporte e informações mais detalhadas para seus órgãos gestores e para o público, que conta com previsibilidade de horário dos ônibus nos pontos.

O CittaGeo é um passo além na qualidade e organicidade desse processo.

O veículo que embarca a solução da Cittati conta também com a possibilidade de apresentar informações sobre a viagem em tempo real para passageiros, por meio de telas, painéis e sistemas de áudio do carro. Essa facilidade traz maior nível de conforto aos passageiros pela segurança que esses possuem na programação de suas descidas, por meio do anúncio de parada. Além disso, contextualiza a oferta do transporte por ônibus na cidade, ao apresentar integrações com outros modais de transporte e pontos de referência aos cidadãos que utilizam esse serviço.

O conjunto da tecnologia embarcada no veículo é integrada ao CittaGeo. Sua vinculação com as câmeras dentro e fora do veículo permite ao motorista a visualização no painel de imagem em tempo real durante operações como curvas e ré, além de enviar para o CCO imagens pré-selecionadas para análises (por relação com eventos operacionais) e viabilizar o acesso remoto de imagens em tempo real dos veículos.

As integrações garantem ainda o monitoramento do funcionamento do Wi-Fi embarcado, captura de dados de bilhetagem eletrônica dos validadores, informações telemétricas do chassi e acionamento de botão de pânico. Os principais fornecedores desses sistemas já estão integrados ao CittaGeo, que conta com arquitetura modular para adição de novas integrações de forma rápida e fácil. A Cittati acredita que quando sistemas conversam uns com os outros, é possível comparar indicadores para criar análises e previsões mais ricas de todo o transporte e dos funcionamentos de cada linha.

A mobilidade urbana eficiente depende, cada vez mais, de iniciativas tecnológicas deste tipo. Em praças de todo país, o arranjo de uma tecnologia embarcada como o CittaGeo é uma tendência de mercado, como mostra diversas demandas de órgãos gestores nos maiores editais de concessão do país. São soluções assim que criam os novos caminhos para o transporte público, para a gestão de grandes operações e, por consequência, para a vida das pessoas nas grandes cidades.

Para saber mais: https://cittati.com.br/cittageo/

Cittati_Arena_ANTP_2019-01

Deixe uma resposta