Problemas na linha 1-Azul e 3-Vermelha do Metrô de São Paulo ainda sem solução

Publicado em: 12 de outubro de 2019

Foto ilustrativa

Problemas persistem há duas horas e meia. Segundo assessoria de imprensa, falha em equipamento de via, na região Tiradentes, está sendo corrigida, mas não há previsão

ALEXANDRE PELEGI

Uma interferência na via na região Tiradentes, entre as estações São Bento e Portuguesa – Tietê da Linha 1-Azul do Metrô de SP continua causando problemas na circulação dos trens na manhã deste sábado, feriado nacional.

A situação, registrada pelo site da Companhia às 06h:54, continua sem alteração, com a lentidão dos trens persistindo há quase duas horas e meia. A partir das 07h:16, com as restrições operacionais na Linha 1-Azul, os trens da Linha 3-Vermelha passaram também a circular com velocidade reduzida e maior tempo de parada.

Segundo informações obtidas pelo Diário do Transporte junto ao Plantão de Imprensa do Metrô de SP, o problema das linhas 1-Azul e 3-Vermelha, as mais carregadas do sistema metroviário, ainda não tem previsão de correção.

LINHA 1-AZUL TEVE PROBLEMAS NA QUINTA-FEIRA, 10

Nesta quinta-feira, 10 de outubro, uma falha no trem na estação Conceição da Linha 1-Azul do Metrô de SP, a mais antiga do sistema, atrapalhou sobremaneira a vida de quem estava indo embora pra casa no final da tarde.

Segundo o Metrô de SP, que gerencia a linha, a falha ocorreu às 18h:29, e só foi solucionada às 19h:20, quase uma hora depois.

Os trens circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas estações durante todo esse tempo, o que provocou excesso de pessoas nas plataformas, levando a Companhia a regular a entrada de passageiros nos momentos mais críticos.

A Linha 1-Azul vem apresentando problemas com certa frequência.

A linha mais antiga da capital registrou 22 panes graves entre 1º de janeiro e 21 de julho deste ano, contra 18 panes deste tipo em 2018. Os dados foram obtidos pelo Agora SP pela Lei de Acesso à Informação.

O Metrô, em resposta ao Agora SP, afirmou que investe na modernização dos sistemas de sinalização e controle de trens das linhas 1-azul, 3-vermelha e 2-verde, mas que devido a trocas de equipamentos de vias “podem ocorrer algumas falhas no período inicial, como na Linha 1-azul”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta