Anfavea mostra queda de 5,5% na produção de ônibus no Brasil

Publicado em: 7 de outubro de 2019

De janeiro a setembro deste ano, foram produzidos 21.783 chassis

JESSICA MARQUES

Um levantamento da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgado nesta segunda-feira, 07 de outubro de 2019, aponta uma queda de 5,5% na produção de ônibus no Brasil.

Segundo a associação, de janeiro a setembro deste ano, foram produzidos 21.783 chassis, enquanto no mesmo período de 2018, foram 23.051 unidades.

Na comparação de setembro desse ano com o mesmo mês de 2018, por sua vez, houve um aumento de 7,2% na produção de ônibus, passando de 2.250 chassis para 2.413 unidades.

De agosto para setembro de 2019, segundo a Anfavea, a produção caiu 9,5%, passando de 2.666 chassis produzidos para 2.413.

produção.jpg

EXPORTAÇÕES

As exportações de ônibus, por sua vez, apresentaram queda de 19,3%. No acumulado do ano de 2019, foram 5.219 chassis vendidos para o exterior, enquanto no mesmo período de 2018, foram 6.466.

A queda foi mais expressiva entre ônibus urbanos. Confira a tabela divulgada pela Anfavea:

 

Exportações.png

LICENCIAMENTO

O total de veículos novos licenciados, por sua vez, apresentou números positivos com relação a ônibus. Segundo a Anfavea, houve um aumento de 45% no licenciamento desse tipo de veículo, passando de 10.483 unidades de janeiro a setembro de 2018 para 15.200 no mesmo período desse ano.

O licenciamento de ônibus importados, por sua vez, não apresentou dados expressivos, pois passou de três para quatro unidades no acumulado do ano.

lic

importados

Ainda com relação ao licenciamento de ônibus novos, a Mercedes-Benz continua liderando entre as montadoras. Confira o ranking de marcas, de acordo com a Anfavea:

1º) Mercedes-Benz: 7.828 unidades, alta de 40,6%

2º) MAN/Volkswagen: 4.111 unidades, alta de 124,8%

3º) Agrale (inclui os miniônibus da Volare): 1.754 unidades, alta de 40,7%

4º) Volvo:546 unidades, alta de 100,7%

5º) Scania: 647 unidades, alta de 16,8%

6º) Iveco (inclui os miniônibus CityClass):221 unidades, queda de 75,6%

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta