Prefeitura de Petrópolis (RJ) testa veículo elétrico para turismo, em substituição a charretes com tração animal

Publicado em: 2 de outubro de 2019

Está em testes primeira carruagem elétrica feita em Petrópolis. Foto: Divulgação / Prefeitura de Petrópolis.

Fase de testes será realizada até a segunda semana de outubro

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Petrópolis, no Rio de Janeiro, está testando um veículo elétrico voltado ao transporte turístico de passageiros. O modal tem como objetivo substituir charretes com tração animal, agora proibidas no município.

A fase de testes será realizada até a segunda semana de outubro. Equipes da CPTrans (Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes) estão acompanhando as operações da primeira empresa a testar o novo modal de transporte turístico.

A CPTrans está avaliando a adequação ao pavimento, a segurança dos passageiros e a resistência mecânica. O veículo, que é elétrico, também deve atender ao design histórico exigido pela comissão que acompanha o processo de transição.

A avaliação prática e operacional ocorre até a segunda semana de outubro, mas pode ser prorrogada pela CPTrans.

Segundo o poder público, a iniciativa respeita o resultado do plebicito, determinando o fim da tração animal em março deste ano. Contudo, a Prefeitura também considera importante a manutenção do serviço turístico, por isso, os testes estão sendo acompanhados pela CPTrans.

CHAMAMENTO PÚBLICO

Após o chamamento público feito pela prefeitura neste mês, 12 empresas se cadastraram no teste de operação do serviço. A CPTrans está organizando um calendário de avaliações para atender a cada instituição.

“Os passeios com os novos veículos podem ser feitos por qualquer pessoa. É importante ressaltar que todos os deslocamentos serão acompanhados pelas nossas equipes. Estamos considerando a relevância cultural do serviço turístico prestado por vitórias na cidade”, explica o diretor técnico e operacional da companhia, Luciano Moreira.

O objetivo do novo serviço é manter a tradição dos passeios pelo Centro Histórico aliando a tecnologia e a segurança. Na última semana, uma família da cidade de Apucarana, no Paraná, que visitava o Museu Imperial, foi convidada a fazer um breve passeio pela região.

“Essa é a primeira carruagem elétrica feita em Petrópolis. É um produto 100% da nossa cidade, do nosso país. Buscamos manter o modelo tradicional das antigas vitórias, mas atendendo aos quesitos de segurança indicados pela CPTrans”, garante a responsável pelo primeiro veículo testado, Mari Andrada.

O fim do uso dos cavalos para tração das charretes foi escolhido por 117 mil pessoas. Após homologação do resultado pelo TSE, a prefeitura decretou a extinção da atividade, em março desse ano.

O Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) – que é o próximo passo da implantação do serviço após a realização dos testes – contempla preferencialmente a utilização da mão de obra dos antigos condutores das vitorias de tração animal, conforme explicado em reunião pública na CPTrans na terça (24).

“Existe a necessidade de avaliação para que a gente pontue possíveis mudanças nos modelos apresentados. Vamos elaborar relatórios de cada empresa, de acordo com os testes realizados”, completa Luciano.

Comitiva da Enel X acompanha o teste dos veículos

Uma comitiva da Enel X também acompanha os testes dos veículos. A empresa pretende ajudar na popularização dos veículos elétricos e vem expandindo sua atuação em serviços relacionados em vários países.

“Esse é um assunto que nossa empresa tem grande experiência e queremos ajudar a colocar em prática em Petrópolis. Nossa equipe vai estudar maneiras de agregar valor a esse serviço, como a instalação de locais para a recarga de energia, por exemplo”, disse o executivo chefe da empresa de serviços na América do Sul, Simone Tripepi.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta