Em sétimo dia de greve, EMTU recolhe mais dois ônibus da Viação São Roque

Greves de trabalhadores do transporte público urbano tem se irradiado pelo país. Foto: Divulgação / Sindicato dos Rodoviários.

Veículos não apresentam condições de segurança necessárias para operar, segundo fiscalização

JESSICA MARQUES

Nesta sexta-feira, 27 de setembro de 2019, quando a greve de ônibus da Viação São Roque completa sete dias, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) recolheu mais dois veículos da empresa.

Segundo os fiscais, os veículos não apresentam condições de segurança necessárias para estarem em circulação. A empresa é responsável pelo transporte intermunicipal de passageiros de São Roque, Alumínio, Mairinque e Ibiúna, na Região Metropolitana de Sorocaba.

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou, em nota, que acompanhou a operação. Os veículos foram recolhidos enquanto estavam em operação.

“Os carros que foram recolhidos à garagem da Viação São Roque pela EMTU foram o 3100 – Linha de Ibiúna, que estava sem lacre na placa traseira e o banco do motorista estava escorado com madeira, e o 3000 – Linha Mairinque, que também estava com o banco do motorista escorado com madeira”, informou o sindicato, em nota.

FB_IMG_1569625650304.jpg

Banco do motorista escorado por pedaço de madeira. Foto: Divulgação / Sindicato dos Rodoviários.

A EMTU também recolheu veículos da Viação São Roque durante uma operação na quarta-feira, 25, por problemas de segurança e falhas mecânicas.

Neste caso, o ônibus de prefixo 3700 – Linha São Roque-Mairinque estava com os pneus “carecas” e o veículo 3000 – Linha São Roque-Ibiúna saiu da garagem para substituí-lo, contudo, os fiscais verificaram que o banco do motorista estava sendo sustentado por um toco de madeira, além de apresentar problemas eletrônicos e a catraca não estava funcionando, portanto, o carro teve que voltar à garagem.

FB_IMG_1569625700244.jpg

Fiscalização da EMTU vistoriou ônibus que estavam em operação. Foto: Divulgação / Sindicato dos Rodoviários.

O veículo 3200 – Linha São Roque-Shopping Catarina também foi apreendido pela EMTU porque estava com a suspensão “arriada” e a mola mestra quebrada. Segundo o sindicato, o ônibus de prefixo 3500 – Linha São Roque-Alumínio também apresentou problemas, pois estava com os pneus desgastados e com rasgos.

FB_IMG_1569625694851.jpg

Nesta semana, EMTU também apreendeu ônibus com os pneus carecas e rasgados. Foto: Divulgação / Sindicato dos Rodoviários.

No momento, a Viação São Roque está operando as linhas 6214, 6215, 6218 e 6219. A Viação Rápido Luxo está com um veículo na linha 6224. Por conta da greve, as linhas 6216, 6220 e 6214DV1 não estão circulando na região, segundo a EMTU.

PARALISAÇÃO

A paralisação na Viação São Roque teve início no último sábado, 21 de setembro de 2019. O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região e a empresa não chegaram a um acordo durante a audiência de conciliação no TRT-15 (Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região), realizada nesta quinta-feira, 26, e a greve continua.

Os trabalhadores informaram, em nota, que o Ministério Público do Trabalho solicitou à empresa que pague até segunda-feira, 30, os salários e direitos atrasados aos trabalhadores que foram “cortados do INSS” e o médico da empresa não liberou para retornar ao trabalho.

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que a empresa tem atrasado com frequência o pagamento de salário, tíquete-refeição e cesta básica.

Outros benefícios também não estão sendo pagos, segundo a categoria, como férias e participação nos lucros e resultados (PLR), além do não recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Ainda segundo a categoria, a desembargadora Olga Aida Joaquim Gomieri, que presidiu a audiência, determinou que a empresa apresente documentos que comprovem essa transação imobiliária e apresente um relatório com os valores devidos aos trabalhadores e um plano de pagamento, que deverão ser apresentados na próxima audiência.

A desembargadora também determinou que a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) apresente um laudo de condições de operação de todos os veículos da empresa.

Uma nova audiência de conciliação foi agendada para a próxima quinta-feira, dia 03 de outubro de 2019.

EMTU PODE TIRAR EMPRESA DO SISTEMA

Em nota ao Diário do Transporte, a EMTU informou que, devido a condições dos veículos e à situação trabalhista, pode tirar a Viação São Roque do sistema.

Durante uma operação na manhã desta quarta-feira, 25, a EMTU verificou que, do total de seis ônibus que estavam em circulação, dois apresentavam problemas de segurança e foram recolhidos para a garagem. A permissionária foi penalizada, conforme a legislação em vigor.

“A Viação São Roque se comprometeu a regularizar as pendências trabalhistas e a situação de conservação e manutenção da frota o mais breve possível. Se não atender as determinações, a EMTU/SP adotará as medidas cabíveis para a substituição da empresa no transporte metropolitano da região de Sorocaba”, informou a EMTU, em nota.

Nesta semana, o sindicato havia publicado um vídeo mostrando más condições de operação dos ônibus da empresa, como pneus carecas, cinto de segurança frouxo e problemas mecânicos.

A Viação São Roque não foi localizada pela reportagem para comentar o assunto.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta