Prefeitura do Rio apreende 27 veículos piratas em semana de fiscalização do transporte complementar

No total, equipe de fiscais removeu 71 vans e kombis por irregularidades em diversos bairros

ALEXANDRE PELEGI

Com ações realizadas em bairros do Rio de Janeiro durante esta semana – de segunda-feira, 26 de agosto de 2019 até ontem, 30, equipes da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC), da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) da prefeitura, removeram 71 vans e kombis. Destas, 27 realizavam transporte pirata, sem autorização da Prefeitura.

Além das remoções, os agentes aplicaram 436 multas por irregularidades flagradas nas ruas da capital.

Os bairros com maior quantidade de irregularidades flagradas pelas equipes foram Bangu, Bonsucesso, Barra da Tijuca, Lagoa, Campo Grande, Coelho Neto, Del Castilho, Guadalupe, Ilha do Governador, Inhaúma, Padre Miguel, Ramos, Realengo, Santa Cruz, Sepetiba, Penha, Pavuna, Freguesia, Turiaçu, Bento Ribeiro e Madureira.

Várias irregularidades foram flagradas pelos agentes: lotação excedente, veículo estacionado em local proibido, retardar viagem para angariar passageiros, van em mau estado de conservação, selo vencido, licença fora da validade, veículo com película nos vidros, motorista manuseando celular ao volante e condutor sem autorização para executar o serviço.

Nas abordagens, os permissionários foram, como de praxe, orientados pelos fiscais da CETC quanto à conduta na prestação do serviço de acordo com o código disciplinar que rege a categoria e Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os utilitários rebocados são encaminhados aos depósitos do Recreio e São Cristóvão.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta