Metrô de SP abre concurso para 04 vagas de Agente de Segurança

Foto: Alexandre Pelegi

São duas vagas para mulheres e duas para homens. Candidatos selecionados serão admitidos pelo regime CLT, com salários iniciais de R$ 3.075,16. Inscrições começam quinta-feira, 22 de agosto

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô abriu Concurso Público para o preenchimento de 04 vagas para cargo de Agente de Segurança Metroviária I – 02 para o sexo masculino e 02 para o feminino.

Executado sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas, o processo seletivo definirá os candidatos que, uma vez aprovados e selecionados, serão contratados pelo regime CLT para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, em turnos com início a partir das 4h e término até 1h.

Com salários iniciais de R$ 3.075,16, os candidatos deverão ter certificado de conclusão de curso de Ensino Médio e altura mínima de 1,70m (no caso masculino) e 1,65m (feminino).

Outra exigência é que os inscritos tenham Carteira Nacional de Habilitação categoria D. Segundo o Edital isso é necessário porque o Agente de Segurança Metroviária I poderá ter uma atribuição acessória de dirigir e operar equipamentos/viatura, função para a qual receberá adicional correspondente

Os anexos com o Edital e todo o conteúdo Programático do Concurso podem ser lidos nos links:

concurso_metro

concurso_metro_1

concurso_metro_2

concurso_metro_3

As inscrições, com custo de R$ 85, poderão ser feitas a partir das 10h da próxima quinta-feira, 22 de agosto de 2019, até às 14h do dia 13 de setembro de 2019 (horário de Brasília), no site da Fundação Carlos Chagas: http://www.concursosfcc.com.br.

As funções do Agente de Segurança Metroviária I são as seguintes:

– Abordar, atender e orientar os clientes;

– Acompanhar e conduzir PCD no sistema;

– Zelar pela incolumidade e comodidade dos clientes e empregados;

– Realizar o atendimento em primeiros socorros;

– Efetuar o resgate das vítimas de acidentes na via e outras áreas das estações;

– Identificar, atender, encaminhar e registrar ocorrências de natureza social e as que contrariem a legislação, normas e Procedimentos da empresa;

– Contatar áreas e órgãos de interface sobre a existência e o encaminhamento de ocorrências;

– Realizar o preenchimento e encaminhamento de documentos e formulários;

– Atuar para inibir e reprimir o comércio irregular e mendicância nas estações e trens;

– Proceder o isolamento de locais das ocorrências;

– Atuar em situações de emergência;

– Preservar o patrimônio e a utilização correta das instalações e equipamentos.;

– Atuar em estratégias operacionais (manifestações, eventos esportivos e culturais);

– Dirigir veículos da Empresa, mediante autorização prévia e no estrito cumprimento das atividades operacionais;

– Controlar, organizar e orientar o embarque e desembarque dos clientes, monitorando e identificando atitudes de risco;

– Fiscalizar o acesso à área paga das estações e o uso de bilhetes;

– Realizar o controle de fluxo;

– Monitorar e organizar local e remotamente o controle de fluxo dos clientes nas estações, operando os equipamentos;

– Atuar no trem: desobstrução da porta, uso de cinturão, normalização de botão soco e informar sinalizações externas de anormalidade;

– Acompanhar, observar e orientar a atuação de empregados em treinamento, monitorando-os durante a prática operacional para dar suporte ao seu desenvolvimento.

– Executar tarefas administrativas;

– Elaborar e ministrar treinamentos.

– Triar as ocorrências apresentadas e entrevistar as partes para obter detalhes de ocorrências;

– Elaborar, organizar, conferir e encaminhar Boletins de Ocorrência à autoridade competentes;

– Realizar interface com a Delegacia de Polícia.

metrosp_concurso.png

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta