Scipopulis se prepara para expandir projetos e negócios para cidades do Brasil e da América Latina

Eduardo Marine, CEO da green4T, rodeado pelos sócios da Scipopulis.

Startup ligada à mobilidade urbana foi comprada pela green4T, empresa de infraestrutura digital. Transação alcançou R$ 11,5 milhões

ALEXANDRE PELEGI

O Diário do Transporte participou na tarde desta quinta-feira, 08 de agosto de 2019, de uma coletiva organizada pela green4T, empresa de soluções de infraestrutura digital, destinada a divulgar a aquisição da startup Scipopulis. A compra foi oficializada na segunda-feira, 05 de agosto.

Empresa de inovação reconhecida pela sua experiência na integração e análise de dados para cidades inteligentes e soluções de mobilidade urbana, a Scipopulis comemorou o resultado da parceria que será extremamente benéfica para os projetos desenvolvidos por seus sócios e criadores.

Roberto Speicys Cardoso, fundador da startup, explicou que as mudanças que virão daqui para a frente são importantes para o time de especialistas que há 5 anos se juntou para lançar o projeto. “Desde que a gente começou a empresa nós sempre procuramos alguém que pudesse complementar nosso trabalho. Nós não queríamos apenas dinheiro, recursos que nos faltavam para investir. Nós estávamos procurando “smart money”, ou seja, investidores que não iriam somente aportar capital, mas que seriam um diferencial importante para nossos projetos”, ressalta.

Em resumo, Roberto explica que a aquisição feita pela green4T vai dar não só pernas, como braços mais longos para a Scipopulis: vai permitir a ela correr com mais velocidade e profundidade para desenvolver projetos, ao mesmo tempo que poderá alcançar novos mercados para seus produtos.

“A green4T é uma empresa de infraestrutura, com espaço de data center, eles fazem sala de monitoramentos, toda parte física de infraestrutura, mas por outro lado não tinham o software que ia junto. E nós trouxemos a solução para esse tipo de ambiente onde eles vão alavancar a gente comercialmente. Eles têm uma equipe comercial muito maior que a nossa, abrem oportunidades com clientes que já têm nessa área de monitoramento de cidades, cidades inteligentes, e com isso a gente vai conseguir ter um modelo de negócios escalável. O que a gente está trazendo é uma oferta de produto que eles não possuem”, descreve Roberto.

Além de ter agora um forte suporte financeiro para realizar projetos, a Scipopulis ganha expressão comercial.

Para a green4T este foi o primeiro investimento de capital de risco. Para se ter uma dimensão do negócio, a Scipopulis foi avaliada em aproximadamente R$ 11,5 milhões.

Parceira de conteúdo do Diário do Transporte, onde expõe em nosso site um painel com as linhas mais lentas da frota de ônibus da capital paulista, a Scipopulis ficou conhecida pelo Painel do Ônibus, uma ferramenta de monitoramento do transporte público em tempo real para gestão, planejamento e operação do sistema de transporte das cidades.

painel scipopulis.png

A startup trabalha em parceria com organismos como a SPTrans, analisando a velocidade dos 15 mil ônibus da frota urbana da cidade de São Paulo.

Se a Scipopulis ganha pernas e braços para expandir seu alcance e a força de seus produtos, ao mesmo tempo a green4T complementa seu portfólio de soluções com um serviço que não dispunha. A parceria transcende a questão específica do transporte público, que é tema transversal. A resultante da junção das duas empresas é bem mais ampla e mira a construção de cidades mais inteligentes, com soluções que abranjam várias áreas dos serviços de uma cidade.

Eduardo Marine, CEO da green4T, descreve o sucesso da aquisição: o profundo talento para o desenvolvimento de sistemas complexos da startup se junta agora com o amplo cardápio de soluções para as cidades inteligentes da empresa. “Uma boa decisão é baseada em conhecimento, não em números”, ele afirma, destacando que a equipe da Scipopulis “alia seu conhecimento ímpar dos desafios de mobilidade urbana com enorme sinergia com o portfolio de soluções para cidades inteligentes da green4T”.

O time da Scipopulis pensa TI entendendo mobilidade urbana”, resume Marine.

Ivo Pons, um dos sócios da startup, destaca que a green4T permitirá à Scipopulis um alcance e abrangência muito maiores no Brasil e América Latina: “Estamos juntando forças para entregar em maior escala cidades inteligentes e amistosas”, ressalta.

A abrangência da green4T é o grande diferencial que pode permitir a escalabilidade de projetos e negócios para uma startup que nasceu fortemente ligada ao mundo da mobilidade urbana da metrópole paulista. A empresa tem negócios em 24 estados do país mais o Distrito Federal, com exceção apenas de Amapá e Roraima. Na América Latina a green4T está nos principais países, com exceção apenas do México.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta