SPTrans abre licitação para impressão do “Jornal do Ônibus”

Publicado em: 1 de agosto de 2019

Edições também trazem campanhas. Foto Cesar Ogata/SECOM – Prefeitura de São Paulo

Entrega das propostas está marcada para 23 de agosto. Informativo é tradicional no sistema de transportes. Por edição, total de exemplares pode chegar a 22 mil

ADAMO BAZANI

A SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema de mobilidade da capital paulista, abriu licitação para gráficas interessadas em prestar serviços de impressão do “Jornal do Ônibus”.

A entrega das propostas na licitação, que será por pregão eletrônico, está marcada para o dia 23 de agosto.

O principal critério para definir a empresa vencedora será o de menor preço.

De acordo com o edital, já disponível no site da SPTrans, o contrato tem validade de um ano e são previstas edições a cada 15 dias, com possibilidade de publicações excepcionais.

“ As edições serão publicadas a cada 15 (quinze) dias, podendo ter variação, a critério da Assessoria de Marketing da SPTrans (…)

Serão contratadas 30 (trinta) edições para os 12 meses de Contrato, isso significa que, sempre que necessário, serão solicitadas mais de duas edições por mês, sem prévio aviso”

De acordo com o edital, a empresa vencedora terá de, além de imprimir o jornal, distribuir o material para seis pontos da SPTrans, que depois se encarrega de encaminhar a publicação para as empresas de ônibus colocarem nos veículos.

“O presente contrato tem por objeto a prestação de serviço de confecção e fornecimento do impresso “Jornal do Ônibus”, nos termos da legislação vigente e especificações do Anexo II – Especificações Técnicas.”

Por edição, devem ser produzidos até 22 mil exemplares.

“A quantidade por edição poderá variar entre 20 a 22 milheiros” 

A empresa que vencer não poderá passar o contrato para outras companhias, nem por subcontratação.

Não será permitida a subcontratação, cessão ou transferência parcial ou total do objeto deste contrato.

O JORNAL DO ÔNIBUS:

O Jornal do Ônibus é um cartaz informativo que deve ser colocado em todos os 14 mil coletivos da cidade e em terminais e pontos de grande demanda de passageiros.

Habitualmente, o informativo tem edições quinzenais, mas pode ter impressões extras dependendo da necessidade.

Mesmo com os avanços tecnológicos, com grande parte dos passageiros com acesso à informação pelos celulares, o impresso ainda é considerado importante por quem trabalha nos ônibus de São Paulo e vê ainda diversos usuários consultando o informativo.

O Jornal do Ônibus foi criado no início dos anos 1990 e era impresso pela própria gráfica que a CMTC – Companhia Municipal de Transportes Coletivos de São Paulo mantinha.

Após 1994, a impressão passou a ser terceirizada.

Além de informações sobre o sistema de transportes, o Jornal do Ônibus traz notícias de utilidade pública como campanhas de vacinação, dicas de saúde e campanhas de combate ao assédio sexual.

Atualmente, também há edições eletrônicas, com o mesmo conteúdo, no site da SPTrans.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Fiscalizadora:

    Licitem monitores nos quais podem ser transmitidos tanto o Jornal do ônibus quanto outras informações e publicidades.

    SEJA ECOLÓGICA, ATUALIZE-SE, MODERNIZE-SE, SAIA DO JURASSISMO, TENHA MOBILIDADE, SIMPLICIDADE, PRATICIDADE, EFICIÊNCIA E EFICÁCIA.

    Cortar árvores e impressão em papel não é ecológico, polui, suja a cidade e provoca enchente.

    Fiscalizadora ajude Sampa, não atrapalhe.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta