Projeto de implantação de Corredor em Contagem recebe aprovação do Pró-Transporte

Publicado em: 26 de julho de 2019

Foto: Elaine Castro (prefeitura Contagem)

Proposta de implantação da macrodrenagem e melhoria do transporte público coletivo do Complexo Maracanã cumpriu etapas de enquadramento e validação do “Avançar Cidades”

ALEXANDRE PELEGI

O projeto de implantação da macrodrenagem e melhoria do transporte público coletivo do Complexo Maracanã, no município de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, foi selecionado no Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte), com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O projeto consta do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana (Grupo 02), com financiamento pela Caixa Econômica Federal no valor de R$ 79.292.915,93.

Segundo informações no site da prefeitura de Contagem, a obra consiste em 4,5 Km de pavimentação, faixas de estacionamento, ciclovia, calçadas, pontos de embarque e desembarque de passageiros, 1 viaduto na interseção com a Rodovia LMG-808, 7 pontes e 2 galerias para transposição dos cursos d’águas.

A abertura da chamada avenida Maracanã (Avenida Carmelita Drumond Diniz) é aguardada pela população há 40 anos, segundo afirma a prefeitura.

No dia 30 de maio de 2019 Contagem assinou contrato com a CEF para a liberação de R$ 154 milhões para a construção da avenida, que vai ligar as regionais Sede e Vargem das Flores, reduzindo em pelo menos meia hora o tempo de deslocamento.

Além das melhorias ambientais, as obras de drenagem e esgotamento sanitário, com implantação de um parque linear, estão relacionadas ao projeto municipal de modernização do transporte coletivo”, informa a prefeitura.

A Implantação da Macrodrenagem e a Melhoria do Transporte Público Coletivo do Complexo Maracanã integram o Programa Avançar Cidades. A parceria entre a CEF, Ministério do Desenvolvimento Regional e Prefeitura de Contagem vai viabilizar o investimento. A gestão será da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (Semobs), por meio da Unidade de Coordenação do Projeto (UCP – Maracanã).

Ainda segundo a prefeitura, o projeto inclui a abertura de corredores de trânsito e a reestruturação do sistema de transporte público. “O córrego Maracanã e o ribeirão Betim serão canalizados, possibilitando a criação de um sistema viário com calçada, faixa de estacionamento, faixas de rolagem e ciclovia”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta