Terminal Isidória, em Goiânia, funciona em local provisório a partir de agosto

O terminal provisório terá 160 m de comprimento, com capacidade para receber 10 ônibus simultaneamente. Foto: Divulgação.

Prefeitura iniciará a construção da nova estação, que fará a integração do BRT com os ônibus comuns

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Goiânia, em Goiás, informou que o Terminal Isidória vai funcionar em um local provisório a partir de agosto deste ano. A estrutura está sendo montada na Alameda João Elias, pouco abaixo de onde funciona atualmente.

O funcionamento do terminal em outro local fica em vigor, segundo a Prefeitura, até a construção da estação de integração do BRT.

O terminal provisório terá 160 m de comprimento, com cobertura de 8 m de altura e capacidade para receber 10 ônibus simultaneamente, das 19 linhas que operam no local (11 nascem no terminal e 8 passam pelas plataformas).

Além das plataformas de embarque e desembarque, no local também terão as cabines de bilheterias, sanitários e o prédio da administração, segundo a Prefeitura.

Novo Terminal Isidória

O Terminal Isidória é um dos seis que passarão a integrar o sistema do BRT Norte-Sul. Assim que as operações forem transferidas para o local provisório, o Consórcio responsável dará início às obras de construção de um novo terminal totalmente remodelado, segundo a Prefeitura.

O terminal vai atender ao projeto do BRT, “que sairá da Rua 90 e entrará diretamente na nova estação para os embarques e desembarques dos passageiros. A construção conta com orçamento na ordem de R$ 12 milhões, já incluindo as obras do provisório e tem prazo de 12 meses para ser concluída.”

De acordo com o projeto, o novo Terminal terá 16.500 m² de área construída e contará com plataformas para atender o BRT e os ônibus comuns, que fazem a integração das linhas. Contará também com quiosques de alimentação e utilidades.

BRT NORTE-SUL

O Norte-Sul tem uma extensão de 21,7 km, do terminal Recanto do Bosque, na região Norte de Goiânia até o terminal Cruzeiro do Sul, em Aparecida de Goiânia. É composto por duas trincheiras, oito terminais de integração aos ônibus comuns e 30 estações de embarque e desembarque, segundo a Prefeitura.
 
“Com 16 meses de trabalhos ininterruptos, já foram construídos 40,94% do sistema, que será entregue em outubro do próximo ano”, informou a administração municipal.

As obras começaram em março de 2015, mas, por divergências entre a Prefeitura, Caixa Econômica Federal e órgãos de controle, sofreram uma paralisação de oito meses e foram retomadas em março do ano passado, após assinatura de um TAC entre o Ministério Público e os órgãos envolvidos.

Linhas que começam no terminal Isidória
002 – Pq. Atheneu / Centro / Rodoviária
014 – Pq. Atheneu / Campinas
183 – T. Isidória / Vila Sul
185 – T. Isidória / Avenida E / PUC
198 – T. Isidória / Vl. Alto da Glória / Jd. Vitória
203 – T. Isidória / Av. W – 5 / Santa Luzia
565 – T. Isidória / Jd. dos Buritis – Via BR – 153
568 – T. Isidória / Res. Pq. Flamboyant / Jd. Bela Vista
650 – Circular Sul – Via BR – 153
651 – Circular Sul – Via Veiga Jd.
934 – T. Isidóra / Paço Municípal / T. N. Mundo / Rec. das M. Gerais

Linhas que passam pelo terminal Isidória
6 – T. Veiga Jd. / Zoroastro / Centro
7 – T. Vl. Brasília / Centro / Rodoviária
9 – T. Pe. Pelágio / Av. Castelo Branco / T. Isidória
15 – T. Pç. A / Flamboyant – Via T. Isidória
20 – T. Garavelo / T. Bíblia – Via T. Isidória
25 – T. Bandeiras / T – 63 / T. Isidória
612 – Direto / T. Garavelo / T. Bíblia
616 – Direto / T. Veiga Jd. / T. Isidória – Via T. Cruzeiro

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta