Consórcio TTC/Fipe é homologado em licitação do Metrô de São Paulo por R$ 4 milhões para estudos sobre demanda de passageiros

Publicado em: 11 de julho de 2019

Estudos podem ajudar na priorização de investimentos na rede. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar

Serviços consistem em elaboração de modelos para oferta e projeção de quantidade de usuários no sistema metropolitano de transportes

ADAMO BAZANI

O Metrô de São Paulo homologou o consórcio formado pela TTC – Engenharia de Tráfego e de Transportes Ltda e pela Fipe – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas na concorrência para elaboração de novos modelos de oferta e projeção de demanda do sistema de transporte da região metropolitana de São Paulo.

O serviço de consultoria, que vai contar com recursos que “sobraram” para a implantação da linha 5-Lilás, tem o objetivo de entender como será o comportamento da demanda nos próximos anos para adequar os serviços e orientar os investimentos para a expansão não somente da rede do Metrô, mas da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e dos ônibus gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos.

O consórcio ofereceu na licitação, os trabalhos por R$ 4 milhões (R$ 4.012.116,00).

Houve outras quatro propostas: Oficina Engenheiros Consultores Associados Ltda (R$ 5.062.350,50), CONSÓRCIO LOGITMETROENG – Logit Engenharia Consultiva Ltda/METROENG Engenharia Ltd (R$ 5.491.612,24), Consórcio MODELO – Egis International/Egis Brasil/ Engimind Brasil/ Arquiteto Pedro Taddei e Associados/Comap Consultoria (R$ 5.808.782,82) e CONSÓRCIO MCRITSENERSINERGIA – MCRIT S.L, Sener Setepla Tecnometal Engenharia e Sistemas S.A/Sinergia Estudos e Projetos Ltda (R$ 4.297.179,10).

Segundo o aviso do Metrô, a licitação  foi “instaurada com base nas Diretrizes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD)”, que realizou o financiamento original.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

Deixe uma resposta