Prefeitura de São Paulo quer saber a relação entre os acidentes de trânsito e as condições da infraestrutura na cidade

Publicado em: 3 de julho de 2019

Com resultado de levantamento, prefeitura pode mudar prioridades e metologia de obras. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar

Gestão Covas abriu procedimento de manifestação de interesse a partir de proposta de instituto

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo vai contar com um levantamento para saber qual a relação da infraestrutura urbana e suas condições com os acidentes de trânsito na cidade.

Com base nestes dados, a prefeitura quer criar ações e até mesmo mudar ou priorizar obras e intervenções viárias.

A SMT – Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes abriu um procedimento de manifestação de interesse para obter propostas de empresas e órgãos de pesquisa a partir da apresentação recebida do Instituto Cordial de Desenvolvimento Social Ltda.

O prazo para outros interessados em apresentar propostas é de cinco dias úteis a partir desta quarta-feira, 03 de julho de 2019.

A proposta trata-se de um termo de parceria, sem custo ao município, que prevê as seguintes etapas:

(1) realizar estudos acerca da relação entre características da infraestrutura urbana da cidade e ocorrência de acidentes de trânsito;

(2) mobilizar atores públicos e privados para discussão dos resultados dos estudos e levantamento de hipóteses causais que possam pautar as políticas públicas de segurança viária;

(3) construção conjunta de uma rotina de registro georreferenciado das intervenções urbanas em prol da segurança viária,, de forma a permitir a análise do custo-efetividade dessas intervenções. Tais iniciativas constituiriam o ‘Painel de Segurança Viária’, sem ônus a esta Municipalidade, pelo período de dois anos.

A entidade atua no Painel de Segurança Viário.

Em seu portal, o Instituto Cordial diz que faz parte do Pacto Global da ONU que procura integrar empresas e poder público para desenvolver diagnósticos e ações em conjunto para a melhoria das cidades, das relações entre o público e privado, meio ambiente e direitos humanos.

Somos signatários do Pacto Global, iniciativa da Nações Unidas (ONU) para mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção, em suas práticas de negócios, de Dez Princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. Com a criação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o Pacto Global também assumiu a missão de engajar o setor privado nesta nova agenda.

Criado em 2000, o Pacto Global foi idealizado pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e dá aos membros acesso a ferramentas que contribuirão para ampliar o envolvimento da empresa/organização com os temas de sustentabilidade e com as discussões na área. 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Essa eu respondo.

    Sampa nao tem infraestrurura, tudo esta um caos.

    E estruturas, so do aerotrem.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta