Prefeitura de Cotia nega recursos contra licitação de transportes e mantém abertura de propostas comerciais para esta quinta-feira

Publicado em: 3 de julho de 2019

Empresa deverá cuidar de bilhetagem eletrônica. Foto: Marcelo Santos – Clique para Ampliar

Continuam habilitadas a Coopertransbus e Viação Raposo Tavares

ADAMO BAZANI

Colaborou Alexandre Pelegi

A prefeitura de Cotia, na Grande São Paulo, anunciou que nesta quinta-feira, 04 de julho de 2019, dará prosseguimento à licitação que vai definir qual empresa ou cooperativa que prestará serviços de transportes coletivos alternativos, operados com vans e micro-ônibus.

O prazo da concessão é de 10 anos, podendo ser prorrogado por igual período, e a tarifa-referência de remuneração do serviço será de R$ 4,50, válida a partir da assinatura do contrato.

De acordo com a publicação oficial desta quarta-feira, 03, a Comissão Permanente de Licitações negou os recursos das empresas classificadas uma contra a outra.

Assim, permanecem habilitadas a “Coopertransbus – Cooperativa de Serviços, Trabalho e Suporte ao Transporte” e Viação Raposo Tavares Ltda.

Nesta quinta, serão abertas as propostas comercias, ou seja, as tarifas de cada empresa participante.

Ficará a cargo da futura concessionária o Sistema de Bilhetagem Eletrônica, totalmente integrado operacionalmente com o Sistema de Bilhetagem do Sistema Convencional atualmente implantado, além do Sistema de Monitoramento da Frota. A cobrança de tarifa em dinheiro embarcada, nos micro-ônibus, também é responsabilidade da empresa que vencer o certame.

A revisão do valor da Tarifa ocorrerá a cada trêss anos, “alterando-o para mais ou para menos, considerando eventuais alterações na estrutura de custos ou de mercado, o compartilhamento de ganhos, e os estímulos à eficiência e à modicidade tarifária”, como definido no Edital.

Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta