Comil informa que tem plano de recuperação judicial homologado

Publicado em: 27 de junho de 2019

Encarroçadora está há mais de 30 anos no mercado e processo de recuperação judicial foi iniciado em 2016. Foto: Divulgação.

Em até 30 dias, segundo a empresa, terá início o pagamento dos trabalhadores e dos credores com créditos de até RS 5 mil

JESSICA MARQUES

A encarroçadora de ônibus Comil S.A., de Erechim, no Rio Grande do Sul, informou, em nota, que teve o plano de recuperação judicial homologado. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 27 de junho de 2019.

Segundo a empresa, o plano foi homologado nesta quarta-feira, 26, pelo juízo da 22 Vara Cível de Erechim, estando, a partir de agora, com a Recuperação Judicial concedida.

“Este é um marco fundamental para a Comil, colaboradores, fornecedores, parceiros e todos os envolvidos no processo de RJ, pois garante a preservação da empresa, a manutenção da fonte geradora de empregos e renda e o pagamento dos credores, na forma acordada”, informou a empresa, em trecho da nota.

De acordo com a Comil, em até 30 dias inicia-se o pagamento da classe trabalhista e dos credores com créditos de até RS 5 mil, conforme especificado no plano.

“O desempenho da empresa nestes últimos três anos aponta para um crescimento sólido e rentável dos negócios, capazes de garantir a perpetuação da Comil. Só no ano de 2018 a produção cresceu 29%, com destaque para a alta do segmento rodoviário e intermunicipal, consolidando a Comil como a 22 maior fabricante de ônibus rodoviários do País, segundo dados da FABUS”, informou a Comil, em nota.

Conforme ressaltado na sentença de homologação pelo Juiz de Direito, Dr. Juliano Rossi, “(…) a Empresa Recuperanda vem demostrando, desde o deferimento do processamento do pedido, que reúne plenas condições de cumprir com as obrigações estabelecidas no Plano de Recuperação, aprovado pela Assembleia Geral de Credores (…)”.

A Comil informou ainda que abriu mais de 230 novos postos de trabalho desde setembro de 2016, sendo que grande parte são ex-funcionários desligados no momento de crise.

“A empresa segue honrando com todos os pagamentos e compromissos após o pedido de RJ, não possuindo atrasos com fornecedores, clientes e tributos. Mais que isso, já antecipou o pagamento de cerca de R$ 6 milhões para a Classe Trabalhista”, garantiu a encarroçadora.

“Agradecemos a confiança de todos credores, parceiros e clientes, que nos ajudam a construir o futuro da Comil e garantem nossa perpetuação no mercado onde atuamos há mais de 30 anos”, finalizou, em nota.

Confira o comunicado, na íntegra:

b24e8dd0-a091-43b2-8710-2bfbb886acaf.jpeg

Em abril, a Comil informou, em assembleia geral, que os credores aprovaram o plano de recuperação judicial da empresa.

Segundo a fabricante, 60% dos credores deram o aval para a homologação do plano pela Segunda Vara de Cível de Erechim, onde correu o processo.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/04/25/credores-aprovam-plano-de-recuperacao-judicial-da-comil/

A Comil informou ainda que já destinou R$ 4,8 milhões em pagamentos de antecipações aos credores trabalhistas. Estas antecipações, como infirmou o Diário do Transporte, foram autorizadas definitivamente pela justiça em dezembro do ano passado.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/12/18/comil-diz-que-vai-retomar-pagamentos-aos-credores-trabalhistas-em-recuperacao-judicial/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Carrocerias muito idênticas à da Marcopolo, podia diferenciar mais…se eu fosse comprar um com certeza seria Marcopolo,,,só faróis é muito pouco.

    1. ANTONIO SILVA DE JESUS disse:

      É sério esse comentário fandoca do marcoplástico ???

Deixe uma resposta