Rodoviários de Florianópolis aprovam proposta patronal e descartam greve

Publicado em: 12 de junho de 2019

Categoria decidiu aderir à Greve Geral na sexta-feira, 14, em protesto contra a Reforma da Previdência

ALEXANDRE PELEGI

Motoristas e cobradores de Florianópolis decidiram aceitar a proposta feita pelas empresas de ônibus em duas assembleias realizadas nesta quarta-feira, 12 de junho de 2019.

Entre os pontos acordados entre o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) e o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf) estão o reajuste salarial e a diminuição dos postos de cobradores, que foi retirada da negociação por solicitação do sindicato.

Em comunicado em sua página no Facebook, o Sintraturb descreveu o acordo com o Setuf: “A assembleia em duas sessões aprovou por ampla maioria a proposta patronal apresentada que além de ajustes em regramentos das rotinas de trabalho, prevê 6,30% de reajuste salarial composto pelo INPC de 5,07% mais ganho real de 1,23%; O vale alimentação de R$ 770,00 vai para R$ 825,00 e o plano de saúde passa a ter coparticipação patronal de R$ 100,00 para todos trabalhadores”.

Se a greve local está descartada, a greve geral acontecerá nesta sexta-feira, dia 14 de junho, contra a Reforma da Previdência.

Os ônibus não irão circular em toda a Região Metropolitana de Florianópolis.

sintraturb.png

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

 

Deixe uma resposta