Vale-Transporte do Bilhete Único volta a dar direito a quatro integrações e a custar R$ 4,30 nesta segunda, 10

Publicado em: 9 de junho de 2019

Ônibus em São Paulo. Prefeitura diz que medida pode gerar custos de R$ 650 milhões a mais por ano. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar

Prefeitura divulgou a informação em comunicado no início da noite deste domingo e diz que está recorrendo

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo informou no início da noite deste domingo, 09, que a partir desta segunda-feira, 10 de junho de 2019, a modalidade Vale-Transporte do Bilhete Único volta a dar direito efetivamente a quatro embarques em vez dos dois embarques em três horas como havia estipulado a gestão Bruno Covas.

Além disso, a modalidade cuja tarifa tinha sido fixada em R$ 4,57 volta a R$ 4,30.

A medida cumpre decisão da juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara da Fazenda Pública, do dia 27 de maio de 2019, que atendeu ação movida pelo Idec – Instituto de Defesa do Consumidor e pela Defensoria Pública de São Paulo.

Em nota, a gestão Bruno Covas infirmou que o tempo longo para o cumprimento ocorreu por causa da necessidade dos ajustes nos validadores de quase 15 mil ônibus e que recorre para reverter a decisão.

Na nota, a prefeitura diz que a medida pode ocasionar um gasto de R$ 650 milhões por ano.

Em cumprimento à decisão recente do Tribunal de Justiça de São Paulo, a PMSP informa que, a partir da 0h desta segunda-feira, 10/06, após o período necessário para mudança no sistema dos validadores dos 15 mil ônibus, o sistema de Vale-Transporte sofrerá alterações.

Os usuários do sistema poderão realizar até 4 embarques em ônibus diferentes no período de 3 horas ao valor de R$ 4,30.

A Prefeitura de São Paulo informa ainda que está recorrendo da decisão, uma vez que ela representa um gasto adicional de R$ 650 milhões por ano para subsidiar, com dinheiro da população de São Paulo, uma obrigação que cabe às empresas.

Para a juíza, não há justificativa de diferenciação dos valores e a redução dos embarques prejudica as pessoas de menor renda.

“os usuários do vale-transporte somente têm direito a 2 embarques nos ônibus do Serviço de Transporte Público de Passageiros, enquanto que os demais usuários fazem jus a 4 embarques e tal tratamento diferenciado não tem justificativa válida” (…) “os usuários prejudicados com tais mudanças são justamente os integrantes dos grupos de baixa renda, que auferem de 1 a 5 salários mínimos, os quais, por motivos de trabalho, fazem mais de 2 integrações e residem em bairros periféricos da cidade.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. edson luiz lourenco disse:

    Parabéns para essa Juíza que tomou duas decisões importantes ao mesmo tempo, voltar a até 4 integrações pelo período de até 3 horas e de não diferenciar se a passagem é vale transporte de empresa ou bilhete comum, é ao Bruno Covas, pense na população de baixa renda que precisa dessas integrações, vc vai precisar dessa população quando chegar a Eleição,

  2. Edvaldo Celestino de Andrade disse:

    Parabéns ao IDEC pela ação.
    Agora é cuidar para q esse irresponsável do Bruno Covas não arrume nada , tentando recorrer.

  3. Tiago disse:

    Vai ficar 3 horas em vez de duas, como antigamente?

    O certo é 3 mesmo, mas anteriormente eram só duas.

    Se ficar realmente 3 horas…pq todo mundo pode ter integração de 3 horas e os estudantes não?

  4. Rogério Valêncio disse:

    Está Juiza está de parabéns, se os políticos desse país fossem justos com o povo que pagam seus impostas a nossa nação não estaria passando por tantas dificuldades, um valor a mais no vale transporte de São Paulo é a falta da alimentação na casa de um pai de família.

  5. Reginaldo Silva disse:

    Parabéns a essa Juíza que entendeu nosso sofrimento. Esse prefeito ainda vai se candidatar e nós vamos lembrar desce pilantra.

  6. María aparecida disse:

    Parabéns. A mais essa conquista para nós trabalhador , pois ainda tem gente que pensa em nós . Ufa

  7. Adriane Julie Voight disse:

    Falaram que iam voltar ao normal desde do dia 10 da 00 hora , peguei 3 ônibus que nem chegou a da 2 horas e no terceiro ônibus tive q pagar 4,30 . Como funciona isso , se ainda continuam descontado.

  8. Cibelle Parolin disse:

    Peguei dois ônibus no dia 8/07 e no terceiro meu bilhete travou, não passou por conta do tempo.
    E aí??? A determinação foi revogada?, Tem alguma atualização sobre isso?

Deixe uma resposta para Rogério Valêncio Cancelar resposta