Rodoviários da Viação Limeirense aceitam proposta salarial e descartam greve em Limeira

Publicado em: 4 de junho de 2019

Empresa está sob intervenção da prefeitura desde abril de 2017

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores da Viação Limeirense, concessionária do transporte coletivo de Limeira, interior de São Paulo, aceitaram a proposta de reajuste salarial apresentada pela prefeitura.

A aprovação ocorreu em duas assembleias realizadas na tarde desta segunda-feira, 03, e na manhã desta terça-feira, 04 de junho de 2019.

A empresa está sob intervenção da administração municipal desde abril de 2017.

Com o acordo, os trabalhadores descartaram a possibilidade de greve e os ônibus circulam normalmente na cidade.

A proposta negociada pelo interventor, o advogado Renato Pavanelli, e o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Urbano de Limeira (Sindttrul), prevê reajuste de 5% linear (para todas as categorias), 5% de reajuste do vale-alimentação e do vale-refeição e 5% na Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Recentemente a prefeitura teve que lidar com outro problema: a possibilidade de perder 1/3 da frota por conta da apreensão de 32 ônibus da Viação Limeirense.

Os ônibus começaram a ser recolhidos no dia 28 de maio de 2019 após vistoria, mas graças à ação do interventor Renato Pavanelli, que se reuniu com os advogados da Caruana, da Limeirense e dos secretários de Assuntos Jurídicos e de Mobilidade Urbana, chegou-se a uma solução para devolver os veículos às ruas.

Relembre: Prefeitura de Limeira consegue acordo e 32 ônibus da Limeirense voltam a circular na cidade

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta