Linhas de ônibus atrasam em São Paulo por causa de ações sindicais em garagens do subsistema estrutural

Ao todo, foram 13 garagens afetadas do subsistema estrutural

ADAMO BAZANI

Na madrugada desta segunda-feira, 13 de maio de 2019, o Sindimotoristas, que representa os trabalhadores em transportes, realizou assembleias em garagens de ônibus da capital paulista, o que provocou atraso na saída dos coletivos de algumas delas.

Passageiros relataram no início da manhã problemas de longa espera nos pontos em algumas ligações como entre o Terminal Grajaú e o Metrô Brás.

Segundo a SPTrans, ao todo, foram 13 garagens afetadas do subsistema estrutural

Os motoristas e cobradores estão em campanha salarial.

Amanhã e na quarta, o sindicato promoverá manifestações em terminais de ônibus com carros de som e, na quinta-feira, 16, fará assembleia para decidir eventual greve se as negociações com as viações não avançarem.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Linhas de ônibus atrasam em São Paulo por causa de ações sindicais em garagens do subsistema estrutural

  1. Parabéns sindicato, trabalhamos muito e merecemos melhores salários, não é justo ganharmos menos que o ABCD, Sorocaba e outras cidades, afinal o contrato firmado com a prefeitura de São Paulo é de 71 bilhões por 20 anos, empresarios, vamos dividir um pedaço deste enorme bolo

  2. Luis Carlos da Silva // 14 de maio de 2019 às 06:55 // Responder

    Nunca vi esses empresários darem um reajuste digno.
    Depois dizem valorizar o funcionário.

Deixe uma resposta