Após greve, circulação de ônibus em Guarulhos está prevista para ser normalizada neste sábado

Ônibus em Guarulhos. Negociações serão pelo TRT. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar

TRT determinou percentual mínimo de serviço e prefeitura montou esquema especial

ADAMO BAZANI

A Prefeitura de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, informou por meio de nota que os serviços de ônibus só estarão normalizados neste sábado, 11 de maio de 2019.

Os primeiros ônibus começaram a deixar no início da tarde desta sexta-feira, 10 de maio de 2019, as garagens em Guarulhos, Arujá e região depois da determinação do TRT – Tribunal Regional do Trabalho de retorno imediato dos motoristas e demais funcionários dos transpores aos seus postos.

A informação foi confirmada pelos plantões das empresas ao Diário do Transporte.

A normalização dos serviços ainda vai demorar um tempo e às 17h, o Sincoverg, sindicato dos trabalhadores, realiza uma assembleia, mas já diz considerou os resultados da reunião no TRT uma “vitória enorme”

Em nota, a entidade sindical fala das determinações do desembargador Rafael Pugliese Ribeiro, que mediou a reunião de conciliação.

  • Aumento salarial linear de 5,07%.
  • Manutenção de todas as cláusulas de nossa CCT.
  • PLR no valor de R$ 1.300,00.
  • Nenhum desconto ao trabalhador e trabalhadora na paralisação realizada hoje, 10 de maio.
  • Retorno, imediato, das trabalhadoras e trabalhadores para assegurar o transporte público nas cidades.

Sobre a multa de R$ 100 mil devido ao não cumprimento da determinação de 70% dos trabalhos nos horários de pico e 50% nas demais horas, o sindicato disse na nota que considera um preço a arcar.

O Sindicato dos Condutores foi multado em R$ 100.000,00 por ter desacatado a ordem judicial de manter 70% da frota em horário de pico e 50% no horário de entrepico e realizado a greve.

A multa é por conta de termos um sindicato combativo, uma categoria unida. É o preço que arcaremos com a luta pela garantia dos nossos direitos, como o ticket nas férias, a cesta básica gratuita, nosso horário de almoço remunerado e a PLR – Participação nos Lucros e Resultados.

Os moradores de Guarulhos, Arujá amanheceram sem poder contar com serviços de transportes de forma plena na manhã dessa sexta-feira, 10 de maio de 2019 por causa da greve de motoristas de ônibus e demais funcionários das empresas concessionárias.

A paralisação envolveu linhas municipais e metropolitanas.

No início da manhã, 119 linhas estavam sem circular entre a região e São Paulo. Trata-se da área 3 de operação, que inclui Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel.

Aproximadamente 376 mil passageiros somente em Guarulhos que são atendidos por 66 linhas

No final da manhã, o TRT – Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo determinou o retorno às atividades dos motoristas e demais funcionários das empresas de ônibus de Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel.

Uma audiência de conciliação foi realizada na manhã desta sexta-feira, 10 de maio de 2019, na sede do tribunal.

Segundo o TRT, sindicatos de trabalhadores e das empresas concordaram em diversos pontos.

Em nota, o TRT diz que o desembargador Rafael Pugliese, sugeriu aumento salarial pelo INPC ou de 5% (o que for maior); o não desconto das horas paradas em greve, mediante compensação; e manutenção das demais cláusulas da convenção anterior, com o mesmo reajuste aplicado ao salário, com exceção da PLR, que manterá os mesmos valores praticados na norma anterior.

Uma assembleia às 17h deve decidir se os profissionais voltam ao trabalho ou não ainda hoje.

A greve de ônibus em Guarulhos atinge 389 mil pessoas e afeta linhas municipais e metropolitanas.

Os plantões das garagens informaram logo no início da manhã ao Diário do Transporte que a maioria dos veículos permanecerá recolhida até que houvesse este acordo entre o Sincoverg , que é o sindicato dos trabalhadores, e as empresas de ônibus.

Ontem, o desembargador Rafael Publiese Ribeiro, do TRT – Tribunal Regional do Trabalho fixou cota mínima de 70% dos trabalhadores para os horários de pico (das 05h às 08h e das 17h às 20h) e de 50% nos demais horários.

Entretanto, o percentual mínimo de frota determinado pela Justiça não foi cumprido no horário de pico da manhã.

Os terminais registraram número passageiros acima do normal devido aos atrasos.

Os trabalhadores pedem reajuste real de salários e benefícios, ou seja, acima da inflação, e manutenção da PLR – Participação nos Lucros e Resultados.

Micro-ônibus de cooperativas, que não pararam, foram opções para alguns deslocamentos.

Passageiros relataram ao Diário do Transporte a presença de vans e carros fazendo transporte clandestino em algumas rotas.

A EMTU informou por meio de nota que as empresas de ônibus poderão ser punidas por causa da greve desta sexta-feira (veja mais abaixo)

PAESE:

A prefeitura de Guarulhos informou que montou uma operação PAESE (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) com micro-ônibus permissionários durante a greve de ônibus.

A frota de permissionários (micro-ônibus) será reduzida e vai operar como ocorre aos sábados, exceto as linhas que terão funcionamento normal, como são os casos das 486 – Soberana / Terminal São João; 480 – Parque Santos Dumont / Terminal Taboão; 785 – Parque Piratininga / Terminal Pimentas; 383 – Recreio São Jorge / Terminal Taboão; 488 – Circular Aeroporto; e 483 – Marmelo / Terminal São João.

No restante, toda a operação será regulada pela demanda de passageiros. Toda ela será dividida por eixos: Parque Continental/Centro terá 11 carros (intervalo de 7 minutos); o Terminal Pimentas/Cecap terá 18 (7 minutos), enquanto Cocaia/Centro contará com 12 (6 minutos de intervalo) , o Terminal São João/Cecap terá 15 veículos para servir os usuários (intervalo de 6 minutos); o Terminal São João/ Centro terá 17 (intervalo de 7’); o eixo Vila Galvão/Centro contará com 9 (intervalo de 6’); o Shopping Internacional/Centro terá 10 (intervalo de 7 minutos); e, para finalizar, Terminal Cecap/Centro contará com 11 veículos (intervalo de 4 minutos).

PREFEITURA DE ARUJÁ

A Prefeitura de Arujá informou, em nota, que tomou conhecimento da situação de greve no início desta sexta-feira e que está em contato com representantes da Viação que atua no município.

A administração municipal informou ainda que espera que o serviço seja completamente retomado o mais rapidamente possível, para evitar prejuízos à população.

Na cidade, cerca de 9 mil funcionários também estão em greve desde a meia-noite. Os rodoviários trabalham em duas empresas que fazem o transporte coletivo de passageiros do município.

CPTM:

A CPTM Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que diminuiu os intervalos da linha 13-Jade, que liga as proximidades do Aeroporto Internacional de São Paulo, à capital paulista.

Com isso, a capacidade de transportes deve ser ampliada em 3 mil passageiros por hora/sentido.

EMTU:

A EMTU informou por meio de nota que as empresas de ônibus poderão ser punidas por causa da greve desta sexta-feira

A EMTU/SP lamenta a paralisação anunciada pelo Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Empresas de Transporte de Guarulhos e Região (Sincoverg) para esta sexta-feira (10). A ação pode prejudicar milhares de passageiros de ônibus que se deslocam diariamente de Guarulhos à capital e a municípios próximos.

Como gerenciadora e fiscalizadora do sistema intermunicipal, a EMTU/SP espera que o sindicato cumpra a determinação da Justiça do Trabalho publicada nesta quinta-feira (9) de colocar em circulação 70% da frota nos horários de pico e 50% nos demais horários.

Cabe salientar ainda que as operadoras podem ser autuadas caso deixem de cumprir os horários de partida determinados em contrato.

Para amenizar os prejuízos que a eventual paralisação pode causar à população, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) determinou que a CPTM amplie o número de viagens na Linha 13-Jade nesta sexta-feira (10). A Companhia vai aumentar o número de trens em circulação, o que vai reduzir o intervalo entre as composições de 20 para 15 minutos e aumentar a capacidade de transporte de passageiros de 7 mil para 10 mil por hora em cada sentido.

Se necessário, a EMTU/SP vai deslocar ônibus de outras linhas da região que tenham itinerário coincidente com as linhas paralisadas para auxiliar no deslocamento dos passageiros de Guarulhos aos destinos desejados.

PREFEITURA ENTRA NA JUSTIÇA

A Prefeitura de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, informou na manhã desta sexta-feira, 10 de maio de 2019, que vai entrar na Justiça contra o sindicato de rodoviários.

Confira a nota, na íntegra:

“A Prefeitura de Guarulhos, por meio da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, irá entrar com representação contra o Sincoverg (Sindicato dos Condutores), pelo descumprinto de medida judicial que determinou a circulação de 70% da frota na rua, entre 5h e 8h, nesta sexta-feira, primeiro dia de greve da categoria.

Nesta quinta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho determinou a circulação de pelo menos 50% da frota durante a greve e 70% nos horários de maior movimento no início da manhã e fim da tarde.

Mesmo assim, o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese), preparado pela Prefeitura, tem atendido, de forma satisfatória a grande parte dos passageiros.

A STMU liberou os corredores de ônibus para o tráfego de veículos em geral”.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

22 comentários em Após greve, circulação de ônibus em Guarulhos está prevista para ser normalizada neste sábado

  1. Não tá passando ônibus

    • Lógico estão em greve 🤣🤣🤣

      • Piada essa informação sobre os horários né? Se realmente os ônibus passarem com intervalos de 4 a 7 minitos eu prefiro que haja greve o restante do ano. Dias normais a gente fica de 15 a 30 minutos no ponto, fora quando o horário de integração esgota antesdo destino, por conta das voltas ( devido ao cancelamento de linhas) e a demora entre os carros que integram o destino… 7 minutos… Ah tá…

    • Olá Gente informação importante as Linhas 038 Mogi a Armênia da Unioeste Att via Av Santos.Dumont /Base Aeria/Via Dutra (Opera.Normalmemte Emtu) As linhas 139/499 (São Miguel e Dom.Bosco(Itaquera) Terminal Cecap via Santos Dumont e Base Seria Até.o Terminal Cecap) Da Vipol/Internorte Emtu.(operam.Normalmente)

    • Acho ridículo o comportamento da EMTU com as empresas
      Da próxima vez é fazer greve para dar fim a exploração do governo e extinção da máquina caça níquel.
      Aqui em Guarulhos pagamos caro no transporte, por um serviço de péssima qualidade, sem falar no calor que nenhum ônibus municipal tem sistema de refrigeração.

  2. Cristiane Silva // 10 de maio de 2019 às 06:19 // Responder

    Sera q os onibus q saem do tucuruvi p guarulhos tambem estao em greve?

    • Tucuruvi e Tiete tudo.parado melhor.pegar o Trem linha Calmon Viana descer na estação Ermelino Matarazzo ir até o ponto.proximo até o hospital Day lá você terá 4 opções operando para Guarulhos linhas 038/139/499/826

  3. Tá DIFÍCIL

  4. Não tem ônibus , essa de 70% da frota funcionando em horário de pico é mentira !

  5. Se nao bastasse a greve as lotação que faz Aruja/Armenia nao aceitam cartao somente a dinheiro um absurdo isso.

  6. Linha 825 São Miguel Centro Guarulhos Via Cumbica Cecap.Bom.clima da Emtu.vipol.Iternorte opera normalmente

  7. Linha 826 Poa Cidade Kemel ao.Centro de Guarulhos Via Cumbica e Cecap da unileste Radial Emtu.opera normalmente

  8. Linha 219 Santa Isabel.armenia.via Dutra da.passaro.marrom Internorte.opera normalmente emtu

  9. Linha 073 São.Miguel.via Carmela shopping Bonsucesso e.Pimentas da Vipol Emtu e Internorte.operam normalmente

  10. Linhas 252 Jardim Cumbica METRO carrão via.Pimentas e São.Miguel e Celso Garcia da Vipol.emtu Internorte.operam.normlamente

  11. Linha 077 Vila.Any Brás.via São.Miguel Penha e.Marginal Vila.Maria da.Vipol.emtu.internorte operam normalmente

  12. Linha 219 BI Santa Isabel a Guarulhos (centro) vi a Dutra da.passaro.marrom Internorte Emtu.operam normalmente

  13. Eu acho é tome bem feito.
    Todos foram avisados nos terminais e WhatsApp, então quem é puxa saco e escravo por natureza, pega um Uber antes que morram por ficarem dois dias sem trabalho.

  14. Ramilton Sobral // 10 de maio de 2019 às 10:37 // Responder

    DEMISSÃO EM MASSA E CONTRATAÇÃO DE NOVOS QUE QUEIRAM TRABALHAR.

  15. A SINCOVERG é uma vergonha, assim como muitos outros sindicatos que esforçam-se ao máximo para parar a máquina pública. O cidadão que muitas vezes até concorda com o direito dos motoristas e cobradores em reivindicarem melhores condições, não pode ser 100% prejudicado. O que os responsáveis por essa paralisação estão fazendo é covarde e desleal. Pontos de ônibus com mulheres grávidas e idosos lotados, aguardando transporte entre 45min e 1h, eu mesmo levei 3 horas para chegar no trabalho, graças ao abuso de poder desses “Canalhas covardes”.

  16. Referente as vans, tem fiscalização?, a falta de honestidade dessas pessoas, aproveitadores, até quando vamos ter que aguentar essa situação, hoje de madrugada as vans que estava circulando não queria aceitar o cartão BOM só dinheiro, cade a fiscalização da EMTU.

    • as vans pertencem ao Milicianos que convertem o dimdim em algo mais. prestem atenção em quem vcs estão ajudando ao pegar essas lotações. Lei e se informe mais. O PCC está dominando aki em Guarulhos. Tem até o vereador conhecido “Brinquinho”

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Greve de ônibus em Guarulhos, Arujá e região: garagens confirmam paralisação e prefeitura elabora PAESE | meus arquivos
  2. Greve de ônibus em Guarulhos: Cidade acorda sem ônibus municipais e intermunicipais – Via Trolebus – Digitado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: