Linha “Ligeirinho” Fazenda-Curitiba tem acréscimo de 51% na oferta de lugares com renovação de frota, diz empresa Leblon

Publicado em: 11 de abril de 2019

Aumento de lugares para passageiros sentados será de 74%. Foto: Altair Lima (Grupo Leblon – Divulgação) – Clique para Ampliar

Veículos articulados substituem ônibus de tamanho convencional. Ao todo dez unidades estão sendo gradativamente incorporadas à frota

ADAMO BAZANI

A linha F02 (Fazenda Rio Grande – Curitiba) – “Ligeirinho” vai ter a oferta de lugares ampliada em aproximadamente 51%, na média, com substituição de dez ônibus “padrons” por articulados.

A informação é da Leblon Transporte de Passageiros, que opera a ligação entre a cidade da região metropolitana de Curitiba e a capital paranaense.

Cada ônibus articulado tem capacidade para transportar 139 passageiros, sendo 54 sentados e 85 em pé. Estes veículos substituirão os ônibus de tamanho convencional que atuam na linha.

Em relação ao número de pessoas sentadas, o aumento é mais significativo: 74%, isso porque, enquanto os ônibus básicos têm 31 assentos, os novos articulados possuem 54 lugares.

Os veículos têm 21 metros de comprimento, três metros a mais que os articulados atuais de 18 metros e quase oito metros a mais que os padrons de 13,2 metros, que serão substituídos.

A colocação dos veículos está sendo gradativa porque, segundo a Leblon, cada ônibus precisa ser adaptado aos padrões da Comec – Coordenadoria da Região Metropolitana de Curitiba, órgão do Governo do Estado, responsável pelo gerenciamento das linhas metropolitanas.

Nesta semana, entrou em operação a terceira unidade.

“A Linha F02, que hoje tem 20 ônibus (sete articulados e 13 padrons), passará a ter com essa renovação 18 veículos articulados e dois padrons. É um avanço importante para os passageiros. Todas as estações-tubo serão atendidas por esta frota mais nova.  A compra significa também embarques e desembarques mais facilitados” – disse o coordenador de tráfego do Grupo Leblon, Nabor de Anunciação.

Veículos estão sendo incorporados gradativamente à frota.

Além de maior capacidade, a renovação da frota significa mais possibilidades para o passageiro.

A estação Marechal era só atendida pelos sete ônibus articulados que já existiam na linha. Com a entrada destes novos articulados, todos os ônibus atenderão à referida estação.

Os ônibus incorporados à frota têm cinco portas em nível, duas do lado direito (que atendem à estação Marechal e três portas do lado esquerdo para o atendimento a todas as outras estações-tubo.

A motorização segue os padrões exigidos pela legislação brasileira, com base nas normas  internacionais Euro V, que podem reduzir diversos tipos de poluentes lançados no ar em relação à tecnologia anterior Euro III (dos ônibus produzidos antes de 2013).

EMISSÃO DE MONÓXIDO DE CARBONO: Redução de 29%
EMISSÃO DE HIDROCARBONETOS TOTAIS: 
Redução de 23%
EMISSÃO DE ÓXIDO DE NITROGÊNIO: 
Redução de 60%
EMISSÃO DE MATERIAL PARTICULADO: 
Redução de 80%

“É uma frota bem mais moderna e que vai trazer todo o que nosso cliente merece. Além de maior capacidade, estes ônibus trarão maior agilidade nos atendimentos. É mais qualidade de vida para a população” – disse o coordenador de manutenção do Grupo Leblon, Gilson Drohomereschi.

Os novos veículos também possuem iluminação de LED, espaço para cadeira de rodas e cães-guia acompanhantes de pessoas com deficiência visual, balaústres em relevo nas proximidades das portas para orientar pessoas com limitação na visão, além de bancos especiais para pessoas com deficiência ou que estejam se recuperando de procedimentos médicos, pessoas obesas, gestantes, idosos, pessoas com deficiência e outras prioridades.

Os ônibus são seminovos e chegaram a operar no Rio de Janeiro.

Os veículo têm carroceria Marcopolo Viale BRT, com chassi Volvo B340 M.

A Leblon informou que já estuda a renovação da frota de outras linhas de acordo com a idade permitida dos veículos em circulação e acompanhando a evolução da demanda de passageiros.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. ANDRE FERNANDES disse:

    e maua poderia estar andando nesses ao inves dos torinos meia boca parabens donizete praga voçe nao anda de onibus mesmo

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Parabéns Leblon! Quem gosta de músculo, não aprecia o filet mignon, mas fazer o que né; afinal quem ri por último ri melhor.

    Esta matéria me fez lembrar de um piloto.

    Quando eu usava o buzão da Viação Bristol, quase sempre por volta das 18:00 hs, saia um buzão da Estação São Judas do Metro Azul e, se não me engano, ia para o Jardim São Sáverio ou perto e o piloto deste horário era conhecido como “LIGEIRINHO”, pois chegávamos em casa rapidinho.

    Pode até ser que ele já esteja aposentado e se não estiver não sei como ele está aguentando o marcha lenta do 50tinha.

    Valeu Ligeiro e forte abraço, você ajudou muita gente; sem contar que você pilotava muiiiiito e quando você não fazia o horário ou estava de folga todos falavam:

    Xiiiiiiiii hoje não é o Ligeiro… Cadê o Ligeirinho!

    Valeu e obrigado Ligeirinho.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta para ANDRE FERNANDES Cancelar resposta