Fabricante de ônibus australiana Volgren assina contrato de US$ 110 milhões

Ônibus serão montados sobre chassi Volvo. Foto: Divulgação.

Empresa pertence à encarroçadora brasileira Marcopolo S.A.

JESSICA MARQUES

A fabricante de ônibus australiana Volgren assinou um contrato de US$ 110 milhões. Segundo a empresa, este é o maior acordo de fornecimento de sua história de quatro décadas.

A Volgren estendeu o contrato com a Autoridade de Transporte Público (PTA) da Austrália Ocidental, operadora estatal de transportes do governo. O contrato gerará para a empresa uma receita de aproximadamente US$ 110 milhões e o total US$ 220 milhões se houver a renovação posterior.

A empresa de ônibus australiana pertence à encarroçadora brasileira Marcopolo S.A., uma das maiores companhias do segmento na América Latina.

O fornecimento é a terceira extensão do contrato da Volgren com o PTA. Segundo a empresa, todos os ônibus serão montados sobre chassi Volvo.

O primeiro protótipo da Volvo BR8LE, da Volgren, deverá ser entregue em agosto deste ano. A produção completa começará em outubro e 66 ônibus serão entregues à PTA nos primeiros doze meses.

De acordo com André Armaganijan, diretor de Negócios Internacionais e Estratégia da Marcopolo S.A., o acordo envolverá o fornecimento de 900 ônibus em até dez anos, com opção de renovação após cinco anos. Todos os ônibus serão montados na fábrica da empresa em Perth, na Austrália Ocidental.

“Este negócio está alinhado com a estratégia da Marcopolo de expandir suas atividades em todo o mundo e está entre os maiores já fechados pela nossa empresa, sem dúvida, o maior para a região da Ásia-Pacífico”, disse Andre Armaganijan.

O diretor executivo da empresa, Peter Dale, contou que a Volgren iniciou sua parceria com a PTA em 1999 e forneceu mais de 1.800 ônibus desde então.

“Nossa associação com a Austrália Ocidental e a PTA é uma das mais longas e bem-sucedidas da história da indústria australiana, e uma parceria que sempre foi muito valorizada”, comentou Peter Dale.

O executivo disse ainda, em nota, alguns dos primeiros veículos fornecidos para o PTA ainda estão em operação e em excelente estado.

“A nossa capacidade de entregar grandes volumes de ônibus, no prazo e dentro do orçamento já está bem estabelecida. A operação em Perth está perfeitamente posicionada para atender à nova programação de entrega da PTA e permitirá o crescimento de frota de aproximadamente 30%”, completou.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta