Prefeitura de São José dos Campos conclui obras em Terminal Rodoviário Intermunicipal

Valor da obra estava previsto no contrato de concessão onerosa entre a Urbam e Sinart. Foto: Claudio Vieira / Divulgação.

Ao todo, foram investidos cerca de R$ 5 milhões em reforma

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São José dos Campos, no interior de São Paulo, informou que concluiu as obras no Terminal Rodoviário Intermunicipal Frederico Ozanan, conhecido como Rodoviária Nova.

Ao todo, foram investidos cerca de R$ 5 milhões em reforma que contemplou obras de acessibilidade, pintura, recuperação de piso, entre outras intervenções.

O valor da obra estava previsto no contrato de concessão onerosa entre a Urbam (Urbanizadora Municipal) e a Sinart – Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico Ltda, conforme informado pela Prefeitura, em nota.

“A Urbam é responsável pela gestão do Terminal Intermunicipal Frederico Ozanam. Através de licitação, foi firmado contrato de concessão onerosa com a empresa Sinart para operação, administração e exploração comercial do Terminal, desde dezembro de 2016, por um período de 20 anos. Uma média de 10 mil usuários circulam pelo terminal diariamente”, informou a administração municipal.

Confira a lista de itens que foram modificados após a entrega das obras, segundo a Prefeitura:

. Os pisos intertravados na entrada, plataformas de embarque e área do terminal urbano, num total de 2.590 m2, que causavam transtorno aos passageiros, foram trocados por pisos lisos de granilite (adequados para alto tráfego de pessoas);

. Recuperação do piso do saguão principal;

. Cobertura das vagas do estacionamento;

. Os alambrados ao redor do terminal e do estacionamento foram trocados por gradil;

. Construção de nove novas salas de despachos e retiradas de encomendas com acesso exclusivo, com estacionamento, sem que o usuário precise passar pelo saguão principal como era feito anteriormente. O local onde funcionava o antigo setor de encomendas foi reformado e abriga salas comerciais e salas vips;

. Reforma dos banheiros gratuitos e construção do Espaço Família (banheiros, área especial para amamentação com ar condicionado, trocador e micro-ondas), todos com acessibilidade;

. Novo balcão de informações e guarda volumes;

. Ampliação da área para aguardar o embarque nos ônibus;

. Auto atendimento para pagamento do tíquete do estacionamento;

. Transferência do setor de embarque para o saguão principal, em área próxima ao desembarque;

. Claraboias melhoram a iluminação e a circulação do ar na Praça de Alimentação, que foi modernizada com novos estabelecimentos de fast food;

. Revitalização do telhado;

. Troca da iluminação da praça de alimentação e saguão por LED;

. Pintura geral do prédio;

. Projeto de paisagismo;

. Reforma da caixa d´água;

. Novo projeto de comunicação visual (português e inglês);

. Reforma do refeitório dos funcionários;

. Estacionamento informatizado;

. Ampliação para 70 câmaras de monitoramento;

. Novas cabines de acesso aos ônibus (entrada e saída);

. O terminal também conta com mais caixas eletrônicos, entre outras melhorias.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. KAZUO YAJIMA disse:

    Um absurdo as 6 vagas para taxistas a menos de 2 metros do local onde os mesmos ficam aguardando. Os taxistas têm mais de 200 m de vagas exclusivas e ocupam essas 6 vagas onde os carros particulares deixam e pegam passageiros. Sobra espaço para apenas 12 carros particulares e a fila dupla/tripla torna-se inevitável, principalmente em horarios de maior movimento de ônibus chegando e partindo! Será que isso é para forçar os particulares a usarem o estacionamento pago???

  2. Anderson Adriano Batista disse:

    E o teto? Não aparece na lista de reforma e sua situação era critica em dias de chuva tinha de abrir o guarda chuva para não se molhar.

    Quanto a questão das vagas a menos para particulares basta as pessoas praticarem algo chamado educação e respeito e não tera problema algum.

Deixe uma resposta