Ameaça de greve de motoristas de ônibus de Cuiabá se dissipa após promessa de pagamento de salários atrasados

Foto: Magno Barbosa

Ônibus circulam normalmente na capital; sindicato havia ameaçado paralisar parte da frota transporte caso salários atrasados não fossem quitados hoje, 13

ALEXANDRE PELEGI

O transporte coletivo de Cuiabá, capital do Mato Grosso, opera normalmente nesta quarta-feira, 13 de março de 2019.

Nesta terça-feira, 12, parte dos motoristas dos ônibus urbanos ameaçou parar por tempo indeterminado, a partir de hoje, por conta de atrasos nos salários do mês de fevereiro.

Após receberem a garantia de que o pagamento será depositado nesta quarta-feira, a greve foi descartada. A garantia foi obtida pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, junto às empresas.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores do Transporte Coletivo, Ledevino Conceição, havia afirmado ontem que a paralisação seria parcial, restrita aos trabalhadores das empresas Pantanal Transportes e Integração, que haviam recebido até ontem apenas 50% dos salários.

Afora o salário atrasado, a categoria começa agora a se preparar para lutar por reajuste salarial.

Assembleia geral dos rodoviários definiu que o índice de reajuste este ano será de 15% para motoristas e demais trabalhadores do transporte coletivo de Cuiabá.

Essa semana, o sindicato dará entrada com a pauta de reivindicações no Tribunal Regional do Trabalho, que contempla o mesmo percentual de aumento para o vale-alimentação.

O índice, segundo  revelou o presidente do sindicato ao Portal Gazeta Digital, tem como base a lei que fixou o reajuste dos ministros do Supremo Tribunal Federal em 16,38%.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta