Comissão da Assembleia Legislativa ameaça entrar na Justiça contra Estado do Espírito Santo por obras em terminais

Governo afirma que Terminal Itaparica será reaberto. Foto: Regina Trindade / Divulgação.

Reparos são requeridos em estruturas do Transcol, na Grande Vitória

JESSICA MARQUES

A Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo informou nesta semana que pretende entrar na Justiça para obrigar o Governo do Estado a realizar obras em terminais de ônibus.

A reivindicação é com relação a obras de reparo nos terminais do Trascol, na Grande Vitória. O sistema metropolitano de transporte coletivo integrado de estrutura tronco-alimentadora funciona dentro da Região Metropolitana de Vitória.

Segundo informações do portal Gazeta Online, após vistorias do Crea-ES (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo), um laudo apontou diversos problemas estruturais nos dez terminais. O relatório também mostra que alguns são resultado de erros na época da construção.

Entre os problemas estão vigas com espaçamentos muito acima do devido, trincas nos pisos das plataformas de embarque, para-raios com corrosão avançada, fios aparentes e soltos. Problemas de acessibilidade, fios elétricos expostos próximos a tubulações de água, banheiros sem portas e sem condições de uso também foram citados no laudo.

O terminal que apresenta os piores problemas é o de Itaparica, em Vila Velha, interditado desde julho de 2018.

Em nota, a Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas informou à Gazeta Online que a atual gestão também está fazendo um levantamento das atuais condições dos Terminais do Transcol e que lamenta a deterioração do sistema ocorrida nos últimos quatro anos.

Além disso, junto à Ceturb (Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros), estão sendo planejadas ações e investimentos para a recuperação e melhorias dos terminais, incluindo a reativação do Terminal de Itaparica.

O investimento previsto é de R$ 18 milhões ao longo deste ano para as obras de manutenção e reforma. As pistas de rolamento de alguns terminais, segundo o Estado, já estão sendo reformadas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta