Metrô e CPTM terão ainda neste ano meios de pagamento mais seguros contra fraudes, promete gestão Doria

Estação Celso Daniel, em Santo André, um dos locais onde fraudadores agem livremente. Foto: Adamo Bazani/Diário do Transporte - Clique para Ampliar

Somente no ano passado, companhias apreenderam 6.610 bilhetes irregulares, sendo 4.346 na CPTM e 2.264 no Metrô.

ADAMO BAZANI

A gestão João Doria promete que até o final deste ano, Metrô e CPTM terão modelos de pagamento mais seguros contra fraudes.

Em nota na tarde desta segunda-feira, 21 de janeiro de 2019, a STM – Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos informou que os estudos estão “avançados” e que o novo sistema será “mais seguro, moderno e eficaz a fim de melhorar o atendimento aos passageiros e acabar com as fraudes no Metrô e na CPTM”.

Ainda no comunicado, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, afirmou que as equipes da pasta devem chegar a uma solução rápida para dificultar a continuação das fraudes.

“Precisamos encontrar formas de atender melhor ao cidadão e de combater as fraudes, a venda ilícita de bilhetes que tanto prejuízo leva aos cofres públicos. Nossas equipes técnicas estão dedicadas a encontrar soluções no menor prazo possível”  – disse o secretário, segundo a nota da STM.

De acordo com informações da secretaria, somente no ano passado, foram apreendidos pelos seguranças das duas empresas públicas de transporte, 6.610 bilhetes irregulares, sendo 4.346 na CPTM e 2.264 no Metrô.

“As equipes de segurança da CPTM e do Metrô fazem rondas constantes nas estações a fim de coibir esse e outros tipos de crimes … Os cartões apreendidos são encaminhados à SPTrans, responsável pela gestão do Bilhete Único para as sanções administrativas cabíveis. Os infratores flagrados comercializando ilegalmente os cartões magnéticos são conduzidos às autoridades policiais. As companhias colaboram amplamente com a polícia, responsável pela investigação criminal.” – conclui a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Júlio César Rocha disse:

    Eles ficam preocupados com a carteirinha de deficiente, complicando a renovação dos mesmos, enquanto isso esses fraudadores ficam à vontade, para fazer esse tipo de coisa, se preocupem com esses fraudadores e não com os portadores de deficiência física, estou a um ano tentando tirar a carteirinha de pcd da SPTrans, outra coisa que eles falaram que ia fazer e não fizeram é que o cartão poderia ser usado no comércio para fazer compras, mudaram de ideia SPTrans ?

Deixe uma resposta