Prefeitura de Curitiba dá início às obras do Terminal Tatuquara

O terminal será construído ao lado da Rua da Cidadania do Tatuquara. Foto: Divulgação

Com R$ 8,2 milhões de investimento, trabalhos devem durar de 12 a 15 meses

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Curitiba, no Paraná, já deu início às obras de construção do Terminal Tatuquara. Com R$ 8,2 milhões de investimento, os trabalhos devem durar de 12 a 15 meses.

A construção do Terminal Tatuquara faz parte da Rede Integrada de Transporte de Curitiba. Os R$ 8,2 milhões investidos são recursos do Orçamento Geral da União, com contrapartida do município.

O terminal será construído ao lado da Rua da Cidadania do Tatuquara e contará com bicicletário para 108 vagas, vestiários, lanchonetes, entre outros espaços de apoio aos passageiros do transporte público.

Segudno a Prefeitura, a construção terá área de 3,4 mil metros quadrados e o terminal fará a descentralização do transporte no extremo sul de Curitiba.

“O acesso ao terminal será feito pela Rua Presidente João Goulart e os ônibus chegarão também pela grande canaleta do meio da Linha Verde”, explicou Greca. “A construção do terminal é um passo a mais em direção à região sul de Curitiba para a integração do transporte metropolitano. Eu, quando fui candidato, prometi que faria da Grande Curitiba uma só e que o meu Tatuquara querido seria cada vez menos só o buraco do tatu – o quer dizer o seu nome indígena – para se transformar numa região de progresso”, disse o prefeito Rafael Greca, em nota.

O novo terminal terá dez linhas alimentadoras, entre elas Rio Bonito, Dalagassa, Pompeia, Janaína, Santa Rita, Rurbana e Tatuquara, que hoje fazem a integração no Pinheirinho.

A Prefeitura informou ainda que a estrutura também receberá linhas troncais para futura integração com estações estratégicas da Linha Verde – para a ligação direta ao Centro e integração metropolitana.

A região engloba os bairros Tatuquara, Campo de Santana e Caximba e conta com 116 mil moradores. Juntos, os três somam uma área de 41,03 quilômetros quadrados, o equivalente a 9,44% do território de Curitiba.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta