Irlanda comemora aumento de viagens no transporte público em 2018

Sistema de bondes elétricos “Luas”. Foto: Brenda Fitzsimons (The Irish Times)

Crescimento se seu em todas as modalidades. Operadora Dublin Bus, que oferece a opção de transporte mais popular, ultrapassou a marca de mais de 143 milhões de viagens no ano passado

ALEXANDRE PELEGI

O número de viagens nos serviços de transporte público irlandês aumentou em 19 milhões em 2018, um aumento de 7,5% em relação ao ano anterior, segundo dados da Autoridade Nacional de Transportes (NTA – National Transport Authority).

As informações são do jornal irlandês “The Irish Times”, edição deste sábado, dia 5 de janeiro de 2019.

A Dublin Bus, operadora de ônibus que presta serviços em Dublin, realizou o maior número de viagens em 2018, transportando mais de 143 milhões de pessoas, um aumento de mais de sete milhões em relação a 2017, quinto ano consecutivo de crescimento para a empresa.

Já a Bus Éireann, operadora de ônibus que presta serviços em toda a República da Irlanda, com exceção da Região de Dublin, foi a que registrou o aumento percentual mais significativo, superior à de todos os demais operadores do serviço público da Irlanda, saltando 12,9 %, de 31,1 milhões de viagens em 2017 para 35,1 milhões em 2018.

As viagens pelos serviços da Bus Éireann nas cidades irlandês de Cork, Galway, Limerick e Waterford aumentaram 13,2 % ao longo do ano.

SERVIÇOS INTERURBANOS

Já o número de viagens de passageiros no Iarnród Éireann Dart, serviço suburbano oferecido pelo operador da rede ferroviária nacional da Irlanda, aumentou quase 5% no ano passado. O motivo seria a expansão dos serviços através do túnel Phoenix Park (túnel ferroviário em Dublin) e da introdução de uma tabela de programação de intervalo de 10 minutos entre trens.

Os serviços intermunicipais também aumentaram 8,4%, para 12,4 milhões de viagens.

Já o serviço de VLT (Luas) foi beneficiado pela extensão da linha Luas Green para Broombridge em dezembro de 2017 e a introdução de sete trens mais longos no ano passado, fatores que ajudaram a aumentar os números, com quase 42 milhões de viagens ao longo do ano, representando um aumento de 11%.

O sistema “Luas” de bondes elétricos em Dublin tem duas linhas principais: a Linha Verde, que passou a operar em junho de 2004, e a Linha Vermelha, inaugurada em setembro de 2004. As duas linhas foram ampliadas e a partir de 2017 se cruzam e se conectam dentro do centro da cidade de Dublin. O sistema agora tem 67 estações e 36,5 quilômetros de faixa, que em 2017 transportou 37,6 milhões de passageiros, um aumento de 10% em relação a 2016.

O serviço de ônibus Go-Ahead da Irlanda, que se tornou membro das operadoras de PSO no último outono, registrou 1,3 milhão de viagens ao longo das rotas na região de Dublin, incluindo as que conectam CityWest à UCD e a recém-ampliada 33A que liga Skerries, Swords e o Aeroporto de Dublin.

EXTENSÃO DO SISTEMA E INVESTIMENTO EM EMISSÃO ZERO

A diretora-presidente da NTA, Anne Graham, disse que há planos para comprar mais ônibus no curto prazo e começar a adquirir “veículos de baixa emissão” a partir de julho de 2019.

Os serviços da Irish Rail também deverão aumentar com uma nova frota, pronta para entrar em operação no início de 2021, enquanto o trabalho de extensão dos atuais bondes do VLT “Luas” para 55 metros continuará em 2019, disse Graham.

O Ministro dos Transportes, Shane Ross, descreveu o aumento do número de viagens de passageiros como “evidência de que os clientes votam com os pés e usam os serviços cada vez mais, ano após ano”.

Citando os 8,6 bilhões de euros destinados à infraestrutura de transporte público, Ross disse que o investimento em transportes “fará da Irlanda um lugar melhor para se viver e a tornará um lugar mais atraente para se visitar e fazer negócios”.

COMO FUNCIONA O SISTEMA:

A Dublin Bus, a Bus Éireann e a Iarnród Éireann e outras operadoras de transporte público, como a Go-Ahead Irlanda, prestam os serviços conhecidos como Serviços de Obrigação de Serviço Público (PSO), sob contrato com a Autoridade Nacional de Transportes.

O financiamento dos serviços de PSO é regido por Contratos de Transporte Público entre a Autoridade Nacional de Transportes e essas empresas. Os contratos atuais com a Dublin Bus e a Bus Éireann foram assinados em dezembro de 2014 e são válidos por um período de 5 anos, até 2019. No caso dos serviços ferroviários, o contrato é de 10 anos, de 2009 a 2019.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta