Programa de Inovação da Princesa dos Campos premia projeto de Inteligência Artificial

Nesta segunda-feira, dia 19, aconteceu a premiação da edição 2018 do Programa Grupos de Inovação 

ALEXANDRE PELEGI

O encerramento do Programa “Grupos de Inovação”, da empresa paranaense Expresso Princesa dos Campos aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 19 de novembro de 2018.

Dentre as propostas apresentadas por sete grupos participantes, a ideia ‘PRI, A Inteligência Artificial da Princesa dos Campos’ foi a escolhida pela diretoria da empresa, e será implantada a partir do ano que vem.

Florisvaldo Hudinik, diretor-presidente da Princesa dos Campos, fez questão de destacar o trabalho dos sete grupos, afirmando que todos os projetos, sem exceção, “são viáveis e bastante pertinentes”. Para Hudinik, eles atestam que os profissionais estão refletindo sobre como será a empresa nos próximos anos. “Mas a proposta apresentada pela equipe Audazes congrega uma série de elementos condizentes com as necessidades atuais da empresa”, ele ressalta.

A proposta apresentada pelo grupo Audazes, escolhida como a campeã da edição 2018, propõe a criação de atendimento ao cliente através de chatbot, um software que se utiliza de inteligência artificial para ‘conversar’ com usuários. Sem limitação quanto ao número de atendimentos ao mesmo tempo, a atuação da atendente virtual PRI englobará desde vendas de passagens, informações de horários de ônibus e marcação de passagens até rastreamento de encomendas, cotações/orçamentos e prospecção de clientes.

A equipe Audazes foi composta pelo profissionais Renata Correia Luiz, Carlos Eduardo Squiba, Luciano Francisco Stolle e Luiz Fernando Lascosk. Renata, que falou em nome do grupo, explicou o projeto: “A inteligência artificial é considerada pelo mercado a quarta revolução industrial. Nosso projeto segue essa linha, além de exigir baixo investimento e prever a redução de custos. Com a criação dessa ferramenta, o call center teria condições de focar ainda mais sua atuação no atendimento de situações que realmente requeiram a atenção humana”.

OUTRAS EQUIPES

Três equipes apresentaram projetos na área de Encomendas.

O primeiro, grupo Tempo de Inovar, apresentou ‘Franquias de Encomendas’, visando a expansão da atuação da Princesa dos Campos de forma rápida, padronizada e com resultados.

Já o projeto ‘Implantação do Setor de Engenharia de Embalagens Logísticas’ foi apresentado pelo grupo Inovando Sonhos, cuja ideia prevê a utilização de embalagens de madeiras retornáveis para o embarque de mercadorias frágeis.

Por fim, o grupo On Strategy propôs a implantação do ‘Controle de Encomendas (RFID)’, tecnologia de controle e rastreamento de encomendas.

Os demais grupos apresentaram projetos em outras áreas, como o Grupo Insight, com a ideia ‘Kaizen: em busca da melhoria contínua’, cuja proposta é melhorar o índice de satisfação de clientes internos e externos através da filosofia kaizen, que objetiva reduzir os desperdícios e aumentar a produtividade através da melhoria contínua.

A equipe A Próxima Ideia apresentou o projeto ‘Sistema de Vídeo Conferência’, elaborado com o propósito de aumentar a disponibilidade dos colaboradores, reduzir o tempo de deslocamento de pessoal para reuniões e treinamentos presenciais, aumentar o volume de treinamentos, reduzir custos e tornar a comunicação mais efetiva.

A equipe Meta, fechando as sete que participaram, apresentou o ‘Clube da Bike EPC’, que propõe aos profissionais da Princesa dos Campos a substituição do uso de transporte automotivo individual por bicicletas para o deslocamento até o trabalho, unindo promoção à saúde a uma proposta ligada ao consumo consciente, melhoria da qualidade de vida e responsabilidade social.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DIRETORIA AVALIA EDIÇÃO 2018 DO PROGRAMA GRUPOS DE INOVAÇÃO:

Mirian Baron Mussi, diretora administrativa da Princesa dos Campos, ressaltou o processo desenvolvido no decorrer daatividade. Segundo ela, “todos tiveram que buscar conhecimento, ter um pensamento novo para participar de um Grupo de Inovação. E tenho certeza que isso acrescentou crescimento a todos”, diz.

Felipe Gulin, diretor de Controladoria, completa: “O que eu percebo em todas as equipes é a motivação por transformar a nossa empresa, por pensar algo que venha a fazer da Princesa dos Campos uma empresa melhor. Estamos ansiosos para investir em um projeto”.

Aguinaldo Claret, diretor de Encomendas, observou uma evolução nos projetos apresentados em relação ao ano anterior: “Todos tem aplicabilidade. São ideias fantásticas, atuais, de vanguarda. Todos se superaram”.

Já Alexandre Gulin, diretor Comercial, também destacou a evolução e qualidade dos projetos apresentados. “Todos os grupos estão de parabéns. Todos os projetos apresentados tem viabilidade de serem implantados”, completa.

PROGRAMA GRUPOS DE INOVAÇÃO

A Expresso Princesa dos Campos, em comunicado enviado ao Diário do Transporte, informa que o programa Grupos de Inovação foi implantado no ano passado visando estimular a inovação e criatividade dos profissionais, com o objetivo de desenvolver iniciativas e soluções para os desafios do dia a dia da empresa.

Sob a orientação da Audaz Consultoria, os profissionais inscritos são divididos em grupos, que idealizam e detalham um projeto a ser implantado na corporação. Ao final do ciclo, uma das iniciativas é escolhida conforme a necessidade, aplicabilidade e importância. E o próprio grupo é responsável por colocar a ideia em prática”, explica o comunicado.

No ano passado, o grupo Viagem da Inovação apresentou o projeto de um aplicativo para mobile de coleta, entrega e cotação de frete, já em fase de desenvolvimento.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta