Marrocos inaugura primeiro trem de alta velocidade (TGV) da África

Publicado em: 15 de novembro de 2018

Projeto, que custou 2,1 bilhões de euros, é fruto de uma parceria estratégica entre França e Marrocos

ALEXANDRE PELEGI

Marrocos tem, desde hoje, o primeiro trem de alta velocidade da África.

O rei Mohammed VI inaugurou nesse 15 de novembro de 2018 a primeira ligação africana por meio de TGV – trem de alta velocidade (Train à Grande Vitesse, em francês) entre as cidades de Tânger e Casablanca, via Rabat, na presença do presidente francês Emmanuel Macron.

A viagem inaugural percorreu as novas estações TGV de Tangier-Ville e Rabat-Agdal, bem como uma linha de alta velocidade (LGV – ligne à grande vitesse) Tanger-Kenitra, chamada LGV Morocco.

O investimento de 2,1 bilhões de euros, com quatro novas estações (Casablanca e Kenitra serão inauguradas posteriormente) e 200 quilômetros de uma nova linha para os melhores padrões mundiais, reduzirá o tempo da viagem de Tânger a Casablanca à metade, das atuais 4 horas e 45 minutos para 2 horas e 10 minutos. O TGV pode chegar à velocidade de 320 quilômetros por hora.

O projeto é o orgulho do ONCF, operador nacional das estradas de ferro marroquinas, e seu diretor geral, Mohamed Rabie Khlie, obviamente esteve presente na inauguração, juntamente com Guillaume Pepy, o Presidente da SNCF, que opera a rede ferroviária da França, uma das melhores redes de trem do mundo.

O LGV Marrocos é fruto de uma parceria estratégica franco-marroquina.

A França financiou 51% do custo do projeto, ou seja, 1,1 bilhão de euros. A SNCF traz sua expertise em projetos, construção, operação e manutenção de alta velocidade do LGV. Tudo isso, com o objetivo de transferir o know-how francês (2.600 quilômetros de trilhos construídos, trinta e cinco anos de operação) em benefício das equipes marroquinas.

Em uma entrevista concedida em 2017, o diretor geral do ONCF afirmou: “Nosso objetivo é ter seis milhões de passageiros por ano após três anos de uso comercial“, disse numa entrevista ao Le Monde.

Veja o vídeo dos primeiros testes do TGV marroquino, que vai cruzar o deserto do Saara a 320 km/h:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Leandro disse:

    O primeiro trem de alta velocidade da África foi construído na África do Sul e inaugurado em 2010 para Copa do mundo. Liga o aeroporto Internacional à cidade. Ou seja, o do Marrocos é o segundo.

  2. Luiza lira disse:

    Bem que este dinheiro poderia ser envestido em empresa para emprego porque tenho amigos no Marrocos o índice de desemprego é alto no pais enveste em beleza para cidade mas oque deveria investir não investi mas trabalho por favor no Marrocos .

  3. Rachid disse:

    Muito bom so pais precisa hospitais escolas boas e emprego outra coisa os povos que vai usa tgv precisa se classe pra deixa td limpo em ordens obg.

  4. PAULO FERNANDO DO AMARAL FONTANA disse:

    Cheguei de Marrakech dia 15 p.p.. Utilizei o trem convencional de Casablanca/Marrakech. Aproximadamente 230 km em 3h 30min. Com o TGV quem sabe 1h! É uma evolução. Parabéns.

  5. manuel pereira disse:

    Conheço o comboio de alta velocidade na Africa do Sul tem 39 km e anda +- como nosso pendolar.
    Aliás, agora até esta parado por falta de peças
    Aquele campeonato do mundo foi uma excelente fonte de ladroes e corruptos ,foi muito pior que no tempo de Guterres e apenas dois estádios têm ocupação a mais de 80%
    Eles gostam de de Raygbi
    De resto são como os outros pretos

Deixe uma resposta