ANTT e Ager/MT apreendem em Cuiabá, 17 ônibus de 10 empresas que operavam mercados municipais e intermunicipais sem autorização

Os 17 ônibus foram recolhidos ao pátio após a fiscalização da ANTT (Foto: redes sociais)

Ação de fiscalização ocorreu nesta segunda-feira, dia 12, e foi confirmada pelas Agências

ADAMO BAZANI

ALEXANDRE PELEGI

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres e a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados – Ager/MT, em ação de fiscalização em Cuiabá, capital do Mato Grosso, nesta segunda-feira, dia 12 de novembro de 2018, apreenderam 17 ônibus interestaduais que operavam os mercado municipais e intermunicipais indevidamente.

Em nota encaminhada por solicitação do Diário do Transporte, a ANTT informou que nas ações de fiscalização executadas “houve a constatação de prestação de serviço irregular por parte das empresas”.

Veja a relação da quantidade de ônibus apreendidos por empresa:

3 = Expresso São Luiz

3 = Expresso Maia

2 = Andorinha

1 = UTIL– União Transporte Interestadual de Luxo S/A

1 = Matriz

3 = Grupo Eucatur – Nova Integração/Serra Azul

1 = Viação Satélite Norte

1 = Viação Ouro e Prata

1 = TCB – Transporte Coletivo Brasil

1 = Rode Rotas

Na nota a ANTT informa: “Conforme previsto na Resolução ANTT nº 4.287/14, além da multa pecuniária as empresas flagradas executando transporte irregular de passageiros estão sujeitas à aplicação das medidas administrativas de transbordo e o recolhimento do veículo ao pátio“.

Também em nota,  o presidente da Ager/MT, Fabio Calmon, disse que “essas atividades rotineiras de fiscalização e integração visam regular o mercado, tirando de circulação operadores que estejam em desconformidade com as normas da Agência.”

As companhias de ônibus foram multadas e só poderão restituir os veículos em dez dias, segundo a Agência.

LINHA CRUZADA:

Ônibus recolhido por venda não permitida de passagens dentro do estado, segundo Ager.

A Ager/MT realizou outra operação Estado chamada “Linha Cruzada” para combater o transporte irregular.

Um ônibus da empresa Matriz foi apreendido na última terça-feira, 13 de novembro de 2018.

A companhia estava vendendo sem permissão passagens dentro do estado do Mato Grosso, segundo a Ager.

Ainda de acordo com a agência, o objetivo é atuar com “rigor contra os clandestinos operadores de transporte interestadual fazendo serviços intermunicipais no Mato Grosso”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Gilberto disse:

    Eles tinha de fiscalizar e a tabela de frete estão fugindo do problema .mais na hora que o Brasil parar de novo eles vão ver .

  2. CLAUDIO FLOR disse:

    ANTT fiscalizando o transporte municipal no Mato Grosso? Ela não tem competencia para fiscalizar serviços municipais. Alguém está enganado ou enganando nessa história.

    1. blogpontodeonibus disse:

      Não. A ANTT estava fiscalizando as empresas interestaduais (que é sua atribuição) que, SEGUNDO A AGÊNCIA, estava fazendo embarques e posteriores desembarques dentro do mesmo município.

  3. Moura disse:

    as van e os micros estão rodando livremente pegando passageiro na rodoviária esta de mais os fiscal da ager não prende mais os fiscais Anton com eles

  4. Gabriel disse:

    Viaçao Juina esta prestando serviço clandestino nas rodoviarias destino a arenapolis, alem de andar bem a cima da velocidade

  5. Joseribeiro disse:

    Vai disgraca de ANTT AONDE QUE E PRECISA VC OBSERVAR QUE PRECISA DE ARRUMA O TERMINAL AQUI E POR LINHA RODAR AS RODOVIAS DUPLICADA E COBRA DO GOVERNO GOIAS VC NUNCA OLHA ISTO E ARRUMAR O PREDIO E A PONTE CAINDO OS PEDACO PERTO DE MARZAGAO VC NUNCA OLHANENHUM AGORA ADIANTA PERDE EMPRESA DESSA FORMA TEM PARAR O BRASIL NA GREVE TOTAL E SO NAS CAPITAIS E NA BRASILIA E NUNCA LEVAR E MORDOMIA A VCS VCS PILANTRA E LADRAOE CORRUPTO DE PRIMEIRO…

  6. Márcio Cabral disse:

    A ANTT fiscaliza o transporte ferroviário de cargas e passageiros do Sistema Nacional de Viação; o transporte rodoviário de cargas e passageiros interestadual e internacional e o arrendamento dos ativos operacionais; o transporte de cargas perigosas e especiais em ferrovias e rodovias e o transporte multimodal,,,porque não estão fiscalizando a tabela de fretes das empresas,, e,,, quanto realmente são repassados aos caminhoneiros,,, muitos no papel sai a tabela,, mas na realidade são pago menos que o devido

  7. Arlete disse:

    Arroche ANTT certo é certo bote pra tora, não tem nenhum leigo só tem esperto querendo se dar bem. Só libere os carros se pagarem a multa o povo malandro e pilantra

Deixe uma resposta