Enquete Cittamobi: para 59% dos passageiros de ônibus em São Paulo espera é de menos de 10 minutos, mas 52% ficam mais de 45 minutos no trajeto

Foto: Alexandre Pelegi

Levantamento realizado pelo Cittamobi, em parceria com a OAB-SP, levantou dados sobre a percepção e necessidade de deslocamento dos paulistanos

ALEXANDRE PELEGI

Você sabia que 82% dos usuários do sistema de ônibus da cidade de São Paulo são estudantes ou empregados? E que 81% dos usuários utiliza o serviço mais de 5 vezes na semana?

Estes e outros dados foram coletados por uma enquete realizada pelo aplicativo de transportes CittaMobi  em parceria com a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.

O levantamento coletou dados sobre a percepção e necessidade de deslocamento dos cidadãos da cidade de São Paulo, desde a saída de casa com destino ao trabalho até o seu retorno.

Segundo comunicado do Cittamobi, o estudo tem grande importância para quem participa desse mercado, no sentido de entender onde estão as oportunidades de melhoria para a mobilidade da cidade.

Vemos, por exemplo, uma boa aceitação dos corredores de ônibus, do sistema de bilhetagem e da utilização do Bilhete Único. Outro ponto de destaque é a boa capilaridade do sistema de ônibus, que atende com bom custo x benefício toda a região, se comparado a outros modais. A busca por informações precisas de horário e itinerário segue sendo uma solicitação dos cidadãos”, afirma comunicado da empresa de tecnologia.

Quanto ao tempo que o paulistano passa dentro do ônibus, a enquete aponta que 42% ficam mais de 45 minutos na viagem de ida, enquanto 52% ficam acima desse tempo no trajeto da volta. Outro dado: 65% saem de casa entre 5h e 9h da manhã, e 59% esperam menos de 10 minutos no ponto para entrar em seu ônibus.

A distância entre o ponto final e o destino do passageiro é outro dado colhido pela enquete do Cittamobi: 67% dos usuários levam menos de dez minutos até o destino final após descer do ônibus, o que mostra a capilaridade do sistema. Ainda sobre a distância e a capilaridade, 80% disseram residir próximo a um ponto de ônibus.

Dos que se utilizam do transporte por ônibus na capital paulista, 22% o fazem por não possuir veículo próprio, ao passo que 42% optam por este sistema por seu baixo custo. Apenas 15% disseram não possuir outra opção de transporte além do ônibus nos locais de residência, estudo ou trabalho.

A vantagem dos corredores e faixas exclusivas também foi mensurada pela enquete: para 39% são instrumentos que contribuem para uma melhor experiência na viagem.

A questão da informação ao usuário, calcanhar de Aquiles do sistema de ônibus das metrópoles, também foi avaliado. Para 43% é importante ter informações confiáveis sobre itens como trajeto e horário das linhas.

A facilidade de uso do sistema de ônibus (citada por 23%) e o uso do Bilhete Único (28% disseram gostar do sistema de bilhetagem), foram outros pontos coletados pela enquete do Cittamobi/OAB.

Veja abaixo um infográfico com todas estas informações:


infografico_cittamobi_OAB_spO resultado da enquete foi apresentado durante o evento “1º Mobitalks: Ônibus, do projeto Laboratório Legal de Mobilidade Urbana”, do projeto Laboratório Legal de Mobilidade Urbana, uma parceria da Comissão Especial de Mobilidade Urbana da OAB-SP com a Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Enquete Cittamobi: para 59% dos passageiros de ônibus em São Paulo espera é de menos de 10 minutos, mas 52% ficam mais de 45 minutos no trajeto

  1. A apresentação dos números me soa muito articulada, falta algo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: