CPTM suspende licitação para manutenção dos trilhos das linhas 11 e 12

Foto: Adamo Bazani (meramente ilustrativa)

Motivo é mais uma vez recurso de participantes

ADAMO BAZANI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos suspendeu mais uma vez a licitação para contratar uma empresa terceirizada para serviços de manutenção e reparos dos trilhos das linhas 11 – Coral (Luz/Guaianazes) e 12 – Safira (Brás/Calmon Viana).

A concorrência pública já está em sua quarta republicação e se arrasta desde o ano passado.

O motivo da suspensão, segundo publicação oficial deste sábado, 22 de setembro de 2018, foi que uma das participantes entrou com recurso administrativo contra o resultado da etapa de julgamento dos documentos para habilitação.

A apresentação de recursos nesta fase de licitação por parte de empresas que foram desclassificadas é considerada normal, mas pode atrasar os cronogramas previstos para uma definição de concorrência.

No último dia 12 de setembro, a CPTM informou ao Diário do Transporte que pretende assinar os contratos de manutenção das vias permanentes das linhas 08 – Diamante (Amador Bueno/Júlio Prestes), 09 – Esmeralda (Osasco/Grajaú), 11 – Coral (Luz/Guaianazes) e 12 – Safira (Brás/Calmon Viana).

Já para as linhas 7 – Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí) e 10 Turquesa (Brás – Santo André – Rio Grande da Serra), a licitação também foi suspensa novamente por causa de recursos de empresas participantes. A concorrência, segundo nota da CPTM na ocasião, deve ser retomada ainda neste mês de setembro.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/09/12/contratos-para-manutencao-dos-trilhos-de-quatro-linhas-serao-assinados-em-outubro-diz-cptm/

Funcionários da CPTM disseram ao Diário do Transporte que a falta de empresas terceirizadas nos serviços de manutenção de trilhos e dormentes tem sobrecarregado os trabalhadores, que se dedicam a reparos emergenciais e serviços básicos.

A CPTM, por sua vez, diz que o quadro de trabalhadores próprios atuais é suficiente para garantir segurança e viabilidade nas operações.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Thiago disse:

    Tem que acabar com essa maldita baldeação e arrumar as estações de Mogi que estão esquecidas a mais de 100 anos

  2. Tiao disse:

    Essas linhas fazem jus ao nome linha vermelha… acho que já passou para rocho..devido a precariedade no serviço lreprest ao usuário…falta de respeito ao usuário..

Deixe uma resposta