Transwolff inicia em São Paulo operação de primeiro ônibus básico com suspensão a ar

O chassi do veículo é Mercedes-Benz OF 1724, carroceria do modelo Caio Apache VIP IV e motor frontal com suspensão pneumática integral. Foto: Divulgação.

Veículo circula na linha 6030-10 – Unisa – Term. Sto. Amaro

JESSICA MARQUES

A Transwolff, uma das permissionárias que opera no transporte urbano na zona sul de São Paulo, iniciou a operação do primeiro ônibus básico com suspensão a ar. O veículo zero quilômetro adquirido pela empresa passou a circular em 1º de setembro.

O ônibus está operando na linha 6030-10 – Unisa – Term. Sto. Amaro. O coletivo também conta com tecnologia embarcada com o ar-condicionado, tomada USB para carregar aparelhos celulares e Wi-Fi gratuito.

O chassi do veículo é Mercedes-Benz OF 1724, carroceria do modelo Caio Apache VIP IV e motor frontal com suspensão pneumática integral. Além disso, o painel traz informações em tempo real sobre o desempenho do veículo e operações para o motorista, além de elevador para passageiros que utilizam cadeira de rodas.

Conforme informado pela Transwolff, em nota, a compra do novo modelo teve como objetivo modernizar a frota, proporcionando “mais conforto para o passageiro e menos manutenção”.

O ônibus é modelo 2018, com 12,5 metros, capacidade para transportar 36 passageiros sentados e 37 em pé. Todos os bancos são estofados com encosto alto. De acordo com a empresa, o veículo também é equipado com GPS e portas elétricas, consideradas mais seguras e silenciosas que as atuais pneumáticas.

“A suspensão pneumática não faz ruído, dá maior conforto ao motorista e ao passageiro além da manutenção ser mais rápida”, disse o presidente da Transwolff, Luiz Carlos Efigênio Pacheco. “Ele ainda tem maior estabilidade. Independente da quantidade de passageiro, mantém a mesma altura o veículo”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

8 comentários em Transwolff inicia em São Paulo operação de primeiro ônibus básico com suspensão a ar

  1. Cássio Rogério Sabino // 14 de setembro de 2018 às 15:49 // Responder

    Jéssica, esse carro e 12,5 M ou 13,2 M

  2. João Francisco da Costa // 14 de setembro de 2018 às 18:12 // Responder

    PARABÉNS

  3. João Francisco da Costa // 14 de setembro de 2018 às 18:14 // Responder

    ESTA EMPRESA RESPEITA OS USUARIOS

  4. Única ex cooper que presta um serviço decente, uma pena só operar na ZS, na ZL a única que ta chagando lá e a Trans União, espero que melhore cada vez mais.

  5. InfeluInfeli isso pode não ser muito bem aplicado no dia-didia,pois esse sistema permite o controle de altura para embarque e desembarque ,facilita fac assim o acesso,mas isso vai depender do bom senso do condutor de ativar o sistema , hoje temos em todo o sistema problemas com o ar condicionado,que muitos condutores se negam a acionar ,onde somos obrigado a respirar o mesmo ar , com vidros embaçados, e a sensação de mormaço dentro dos coletivos.

    • Toda vez que isso acontece eu abro uma reclamação no SP156. Depois disso, uma linha que pego todo dia com o mesmo motorista na madrugada nunca mais deixou o aparelho de ar condicionado desligado…

    • Que chato que tu já pegou nesses casos, aqui na ZL as linhas com AC, mesmo sendo cooperativas, o ar fica é bem gelado, acho que faz tempo que não pego um com ar quente ou desligado, mais tem que reclamar isso ai.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: