ANTP realiza II Fórum Gaúcho de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana

Secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Luciano Marcantônio Foto: Joel Vargas / PMPA

O futuro do transporte público, as principais dificuldades do setor e experiências positivas em Mobilidade Urbana foram alguns dos temas abordados no primeiro dia do encontro que acontece em Porto Alegre

ALEXANDRE PELEGI

O futuro do transporte público, as principais dificuldades do setor e experiências positivas em Mobilidade Urbana. Estes foram alguns dos temas abordados por representantes de 21 municípios do Estado e do país, além de autoridades de trânsito e associações, no primeiro dia do II Fórum Gaúcho de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana.

O encontro, que teve início na tarde desta quinta-feira, dia 9 de agosto de 2018, segue nesta sexta-feira, dia 10, no Hotel Intercity, na capital Porto Alegre.

O presidente da ANTP, Ailton Brasiliense Pires, participou da abertura do Fórum ao lado de Marcelo Soletti, diretor-presidente da EPTC; Luiz Noé, Presidente do Cetran; Gelson Guarda, assessor da Diretoria Institucional do Detran.RS; Fernando Linder, gerente geral da Associação dos Transportadores Intermunicipais de Passageiros (ATM) e Luciano Marcantônio, secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) da capital gaúcha.

Na abertura, o presidente da ANTP, Ailton Brasiliense Pires, destacou que o principal desafio da Associação é melhorar a qualidade da vida urbana através da mobilidade. Com o tempo, as cidades foram ampliadas e, com isso, surgiram as dificuldades de transporte. Entre elas, o aumento do tempo para o deslocamento, do custo e da poluição proveniente dos meios de transporte. A solução, segundo Ailton Brasiliense, é “repensar o desenho da cidade em cima dos corredores de transporte coletivo.”

A interação proporcionada pelo evento é o caminho para buscar as soluções. Assim se manifestou o secretário municipal da Smim, Luciano Marcantônio: “Buscar, através das experiências de outros municípios, o que é o desafio de todos: um transporte público de melhor qualidade, com menor custo.”

Já o presidente do Conselho Nacional de Trânsito (Cetran), Luiz Noé, complementa que “a atividade é uma troca e que a mobilidade, cada vez mais, necessita de ações rápidas. É um fenômeno novo, nós chamados de mobilidade humana, mas que impacta sensivelmente na vida das pessoas.”

O fórum também auxilia na agilidade das soluções, como explica o superintendente da ANTP em São Paulo, Luiz Carlos Mantovani Néspoli: “O Fórum pode se expressar perante outras entidades de governo para rever uma norma de trânsito, por exemplo.”

Marcelo Soletti, diretor-presidente da EPTC, complementa: “A análise e adaptação para realidade local sobre os temas apresentados auxilia todos os participantes que, apesar de realidades diferentes, passam por dificuldades parecidas”.

Palestras e temas para debates – sexta-feira, 10 de agosto:

SEXTA-FEIRA (10 DE AGOSTO)

08:30 – 09:15

Aplicativos X Regramento Municipal

Palestrante: Fabio Berwanger Juliano – Diretor de Operações da EPTC

09:15 – 10:00

Custos das Linhas e Análise das Demandas do Transporte Coletivo

Palestrante: Atílio Pereira – Secretário Municipal de Hortolândia

10:30 – 12:00

Custos dos Acidentes de Trânsito – Apresentação do trabalho coordenado pela ANTP

Palestrante: Eduardo Vasconcellos – ANTP

14:00 – 14:30

Valorização da Vida – Vida no Trânsito

Palestrante: Karla Livi – SMS Porto Alegre

14:30 – 15:30

Novas tecnologias

Palestrante: Arnaldo Luis Santos Pereira – ANTP

15:30 – 16:00

Coffee Break: Apresentação/ exposição de fornecedores

16:00 – 17:00

A Crise da Mobilidade Urbana no Brasil

Palestrante: Eduardo Vasconcellos – ANTP

17:00 – 18:00

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: