Ônibus da Mirage Transportes devem chegar a São Roque neste sábado

Em processo de transição, empresa opera com frota provisória desde junho

JESSICA MARQUES

Os ônibus da Mirage Transportes estão previstos para chegar a São Roque, no interior de São Paulo, neste sábado, 4 de agosto de 2018. Desde a homologação, que entrou em vigor em 26 de junho, a empresa assumiu o transporte público da cidade em um processo de transição.

O tempo estimado era de 30 dias para equipar a frota, ajustar as linhas, adequar a mão de obra e criar uma nova pintura para a cidade. No sábado, 27 veículos serão trazidos para o município com bilhetagem eletrônica com biometria facial, rastreamento de frota, aplicativo para ver o horário dos ônibus e Wi-Fi.

Segundo informações da Prefeitura, publicadas pelo jornalista Rafael Barbosa, do JE Online, as linhas em São Roque serão ampliadas das atuais 18 para 22 e os horários também serão ajustados.

Em nota, o prefeito Claudio Góes disse, quando a Mirage assumiu, que espera melhorias nos serviços de transporte na cidade.

“Estamos confiantes que entramos numa nova fase. Agradeço aos vereadores e ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região que confiaram no nosso trabalho e responsabilidade de encaminhar e, agora, finalizar esse processo tão aguardado pela população são-roquense”

Na mesma nota, emitida pela prefeitura, o diretor executivo da Mirage Transportes, Luís Francisco Miranda, diz que até o final de julho, a cidade vai contar com ônibus 0 km.

“E, com a chegada dos novos ônibus, até o final de julho, o usuário pode ter certeza absoluta que os problemas hoje existentes serão totalmente sanados”

A Mirage teve início na década de 1980, em Itapira, São Paulo. Atualmente, a empresa é responsável pelo transporte municipal em Amparo.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Natan Soares disse:

    Esses ônibus não tem cara de novos, carros já emplacados no Rio de Janeiro, devem ter vindo das empresas falidas de lá. Pura enganação!

Deixe uma resposta