Empresa de ônibus da zona Sul de São Paulo economiza 2,3 mil litros de diesel por mês com “concessionários dentro da garagem”

Ônibus da Transwolff não precisam se deslocar constantemente à concessionária

Segundo Mercedes-Benz, Transwolff aderiu a plano que conta com eletricista e mecânico de concessionária atuando integralmente na oficina

ADAMO BAZANI

Os serviços estão cada vez mais personalizados em qualquer área.

Cada pessoa, cada empresa ou grupo têm realidades específicas e nem sempre um atendimento geral consegue corresponder às necessidades.

Com o setor de transportes não é diferente.

Num ramo cada vez mais competitivo, investir para depois economizar pode ser decisivo para melhorar os serviços e manter os clientes, que no caso das empresas de ônibus, são os passageiros.

Neste contexto, é cada vez mais comum a presença de técnicos de concessionárias das montadoras dentro das garagens de ônibus, apesar de a prática ainda não ser maioria no setor.

Entretanto, empresas que contrataram os chamados serviços dedicados, que têm custo, por enquanto dizem que os benefícios têm sido maiores.

A empresa Transwolff, que surgiu da Cooper Pam, cooperativa que atuava no subsistema local da capital paulista, hoje é uma das maiores empresas de ônibus de São Paulo e contratou da Mercedes-Benz um plano de serviço dedicado que dá direito à entrega de peças na garagem  e à presença integral de um mecânico e de um eletricista da Divena, concessionária da marca.

Ao apresentar as possibilidades de pacotes de serviços na última semana, em sua sede, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, a Mercedes-Benz fez uma estimativa da economia que a Transwolff pode registrar ao não precisar levar sua frota para revisões e manutenções mais detalhadas à concessionária.

A empresa de ônibus hoje tem mais de 1,5 mil veículos que transportam mensalmente, 21 milhões de passageiros.

Levando em conta que a concessionária da Mercedes-Benz mais próxima fica a 32 km de distância e o prazo para revisão completa de cada veículo, em média 182 ônibus por mês seriam levados à Divena, com cada um deles percorrendo um trajeto de ida e volta que demora cerca de duas horas.

Com a presença dos profissionais da concessionária na garagem, ao evitar esta necessidade de deslocamento, a Transwolff pode economizar por mês 2,3 mil litros de diesel e 360 horas deixariam de ser perdidas no trajeto entre o pátio da empresa de ônibus e a Divena.

De acordo com o gerente de peças e serviços da Mercedes-Benz, Marcelo Zanineli, a presença de técnicos das concessionárias nas garagens de ônibus também contribuiu para o desenvolvimento de novos equipamentos e características dos veículos.

“Essa aproximação nos ajuda muito também. Aprendemos dia a dia com o operador de transportes e com isso nos atualizamos das reais necessidades do setor. É muito importante a aproximação entre fabricante e frotista” – disse

Além do pacote integral, com a presença na garagem cinco dias por semana de profissionais das concessionárias treinados pela fábrica, há outras opções como o pacote por demanda, pelo qual é agendado um cronograma semanal de visita dos representantes da montadora, com direito também a suporte remoto.

Outro serviço oferecido pela marca é uma Sprinter Unidade Móvel, que possui ferramentas básicas e equipamentos para diagnóstico de problemas. O veículo visita as garagens de ônibus quando há necessidade.

A aproximação com as empresas de ônibus, segundo a Mercedes-Benz, possibilitou, por exemplo, verificar itens que mais se desgastam na prática diária de operação e montar um kit de 28 peças para alguns modelos.

“Aprendemos ouvindo nosso cliente. Este kit sai 15% mais barato que se fossem compradas as peças isoladamente” – prosseguiu Zanineli

São três linhas de peças mantidas pela marca: as genuínas, a de remanufaturadas (Renov) e de multimarcas (Alliance).

Além das linhas de peças e diferentes planos de serviços dedicados, a Mercedes-Benz diz que possui serviços de cobertura 24 horas para emergências, com atendimento no local da quebra, além de oferecer remoção, hospedagem e transporte para o motorista.

Já o sistema de gestão de frota e rastreamento FleetBoard oferece um serviço de diagnóstico que monitora os ônibus durante a operação.

O sistema pode identificar falhas em tempo real em diversos módulos do ônibus (motor, câmbio, embreagem, freio e outros). Uma central de relacionamento da Mercedes-Benz em Campinas, no interior de São Paulo, repassa essa informação às garagens em todo o país e, se for necessário, já agenda a parada deste ônibus na concessionária mais próxima.
Ao identificar uma falha logo no começo, o sistema evita que o problema se agrave, evitando que o conserto seja mais caro e o ônibus fique muito tempo parado.

Outro produto é o Mercedes Club, um programa de fidelidade, que permite que os frotistas e, agora, os mecânicos e demais profissionais das viações, acumulem pontos a cada uso de serviços e compra de peças, e depois troquem por descontos ou prêmios.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta