Pedágios das rodovias paulistas têm reajuste a partir de 1º de julho

Publicado em: 26 de junho de 2018

O reajuste aplicado é contratual e ocorre anualmente. Foto: Divulgação.

Aumento será de 2,85% após a meia-noite do próximo domingo

JESSICA MARQUES

O valor dos pedágios das rodovias paulistas será reajustado a partir de 1º de julho de 2018. O aumento, de 2,85%, entra em vigor a partir da meia-noite de domingo, segundo informações da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

As tarifas das praças de pedágio dos trechos Oeste e Leste do Rodoanel não sofrerão aumento, assim como nos bloqueios de Diadema e Eldorado da Rodovia dos Imigrantes, conforme informado pela Artesp.

O reajuste aplicado é contratual e ocorre anualmente. “As tarifas contratuais de 19 concessionárias foram reajustadas em 2,85% – índice relativo ao IPC-A acumulado entre junho do ano passado e maio desse ano. Em razão dos arredondamentos, em quatro praças o reajuste não será repassado para a tarifa paga pelos usuários: nos trechos Leste e Oeste do Rodoanel Mário Covas (SP 021) e nas praças de bloqueio de Diadema e Eldorado da Rodovia dos Imigrantes (SP 160)”.

O aumento foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 26 de junho de 2018. Desde o início das concessões em São Paulo, em 1998, o reajuste é aplicado todo dia 1º de julho.

A data foi estipulada nos contratos de 19 concessionárias de rodovias paulistas. Nas duas concessões mais recentes, Entrevias e ViaPaulista, iniciadas em 2017, o reajuste vai ser aplicado nas datas de aniversário dos contratos, conforme informado pela Artesp, por meio de nota.

A tabela completa com as tarifas que passarão a vigorar a partir da 00h do próximo domingo está disponível aqui

As tarifas atualmente em vigor até o dia 30 de junho estão publicadas no site da Artesp .

A Artesp informou, por meio de nota, que “a receita dos pedágios viabilizou mais de R$ 100 bilhões em investimentos em obras, manutenção e operação dos 8,4 mil quilômetros de rodovias paulistas sob concessão. Entre os serviços prestados pelas concessionárias, já foram realizados mais de 24 milhões de atendimentos aos usuários entre socorro médico e mecânico nas rodovias paulistas”.

“Além disso, R$ 4,7 bilhões foram repassados para prefeituras paulistas a título do ISS-QN, imposto municipal que incide sobre a tarifa de pedágio, considerando o mesmo período. Essa verba pode ser utilizada pelas administrações municipais para investimentos nas cidades.”

A arrecadação do ISS sobre o pedágio rendeu aproximadamente R$ 509,4 milhões para 262 prefeituras do Estado em 2017. Confira abaixo o quadro com os repasses para os municípios da Grande São Paulo atendidos pelo Programa de Concessão do Estado, segundo a Artesp:

ISS.jpg

(*) valores em Reais .

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

Deixe uma resposta