Greve de ônibus no Rio de Janeiro afeta parte dos serviços

Paranapuan é uma das empresas paradas. Foto: Claudio Luiz - Meramente ilustrativa

Categoria reivindica 10% de reajuste salarial. Paralisação será gradual de acordo com sindicato dos trabalhadores

ADAMO BAZANI

Quem depende de ônibus no Rio de Janeiro encontra problemas na manhã desta segunda-feira, 11 de junho de 2018.

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores do Transporte Urbano do Rio de Janeiro – Sintraturb diz que hoje teve início a paralisação gradual dos funcionários dos transportes, conforme já havia anunciado na semana passada.

As empresas atingidas até o momento são Ideal, Paranapuan, Real, Redentor, Três Amigos e Barra.

Juntas essas empresas reúnem cerca de 4.500 funcionários e atendem bairros das zonas Norte, Sul e Oeste.

Na última sexta-feira, os funcionários da empresa Paranapuan, que possui 17 linhas municipais na zona norte, já entraram em greve por causa de atrasos nos salários e benefícios.

Entre as reivindicações da categoria estão reajuste de10% nos salários; pagamento de plano de saúde; vale alimentação de R$ 409,50; vale refeição de R$ 480; retorno da data-base para 1º de março; fim do acúmulo de função de motorista e cobrador; suspensão de multas e pontuação para haver prazo maiores para recursos e pagamentos de salários atrasados.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marcelo disse:

    A greve e necessária não tem mais condiçoes trabalhar sem almento.sem segurança.

Deixe uma resposta para Marcelo Cancelar resposta