Ônibus de Florianópolis não circulam após sindicato aderir à paralisação em apoio aos caminhoneiros

Sindicato ainda não informou horário de normalização da operação. Foto: Renato Aguiar

Paralisação da operação dos coletivos ocorre desde 8h desta terça-feira

JESSICA MARQUES

Os ônibus de Florianópolis pararam de circular desde 8h desta terça-feira, 29 de maio de 2018. Ainda não há previsão de normalização.

O Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis) informou que a paralisação ocorre em apoio à greve dos caminhoneiros.

O sindicato convocou uma assembleia em apoio aos caminhoneiros. A reunião com os trabalhadores teve início logo após a paralisação. O sindicato quer paralisar os ônibus das 8h às 11h, das 13h às 17h e depois das 20h.

Desde esta segunda-feira o sindicato manifestou intenção de realizar a paralisação. Frente a isso, a Prefeitura de Florianópolis informou, em nota, que houve um grande esforço para garantir combustível para o transporte coletivo.

Confira a nota na íntegra:

“A decisão veio depois de um intenso trabalho do executivo para garantir combustível para o transporte coletivo e oferecer o mínimo de serviço para a população. Nesta segunda-feira, apesar do horário de sábado, foram utilizados mais de 100 linhas extras para dar conta da demanda durante os horários de pico. Agrava-se a paralisação o fato de que a população não tem como abastecer veículos particulares, restringindo a capacidade de locomoção até mesmo de profissionais de emergência da saúde e segurança”.

Na Grande Florianópolis, cerca de 250 mil pessoas são transportadas por dia.

A greve de caminhoneiros chegou ao nono dia nesta terça-feira. Leia mais em Nono dia de Greve dos Caminhoneiros: Como fica sua vida nesta terça-feira. Acompanhe em tempo real

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta