Greve dos caminhoneiros: Confira as previsões dos ônibus para esta quarta-feira, rodízio em São Paulo continua suspenso e mais postos devem receber combustíveis

Níveis dos estoques do diesel para os ônibus em São Paulo ainda preocupam

Na capital paulista, frota deve ser entre 60% e 70%. Região Metropolitana com redução também

ADAMO BAZANI

Os transportes coletivos devem ainda continuar sentindo nesta quarta-feira, 30 de maio de 2018, os efeitos da paralisação dos caminhoneiros por causa do desabastecimento das garagens.

Na capital paulista, a SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora das linhas municipais, informou que a estimativa é de que novamente estejam em operação entre 60% e 70% da frota.

As linhas noturnas, que operam entre 00h e 04h vão contar com 50% da frota, equivalendo a intervalos dobrados.

O prefeito Bruno Covas disse em entrevista coletiva nesta terça que há diesel suficiente apenas para as operações com escala reduzida até esta quarta-feira, mas há a estimativa de as empresas receberem mais  diesel.

RODÍZIO CONTINUA SUSPENSO:

O rodízio municipal de veículos continua suspenso nesta quarta-feira, 29 de maio de 2018, e só deve voltar na segunda-feira, 04 de junho.

O mesmo ocorre com a Zona Máxima de Restrições de Caminhões – ZMRC.

Não serão multados motoristas cujos carros tiveram pane seca.

CAMINHÕES-TANQUE LIBERADOS:

Por dois meses, os caminhões-tanque poderão circular durante todo o dia na capital paulista, desde que carregados com combustível. Até então, a circulação era proibida das 5h às 10h e das 16h às 21h.

Nestes 60 dias, os caminhões-tanque poderão circular também sem restrições pelas marginais e centro expandido da cidade.

GRANDE SÃO PAULO:

Na maior parte das cidades da Grande São Paulo, a frota de ônibus continuará operando com redução.

Na cidade de Santo André, no ABC Paulista, nesta quarta-feira, as viações Guaianazes, Curuçá, ETURSA, Parque das Nações e Urbana vão operar com 65% a 70% da frota programada, segundo a prefeitura. A Viação Vaz vai operar com 90% da frota e a Suzantur , com 100% da frota programada.

Deve haver reduções de frota em outras cidades do ABC

Em Guarulhos, o prefeito Gustavo Henric Costa, o Guti, disse que não haverá ponto facultativo e que 70% da frota vão circular.

Os ônibus devem ter redução de frota também nas regiões das cidades de Embu das Artes, Taboão da Serra, Mogi das Cruzes, Osasco e Barueri.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Suelene da Silva sousa disse:

    Na minha opinião oi caminhoneiros estão certos em fazer greve o mundo tem q pára mesmo eu apoio os caminhoneiros e o presidente tem q sair fora.

  2. SDTConsultoria em Transportes disse:

    A greve é no setor de transporte de carga rodoviário. Eu lamento que estamos perdendo uma grande oportunidade de mudarmos este Brasil de uma vez por todas. A carga tributária sempre foi elevadíssima e sempre nós ( povo ), pagamos a conta. Cabe lembrar a REVOLUÇÃO FRANCESA e suas consequências. Entretanto em relação à retirada dos impostos sobre o óleo diesel , temos de considerar que os R$0,46 , entrará em outro atividade e mais uma vez nós pagaremos ( povo ) . Mas tem outra pergunta de que serve esta redução se não temos frete ? Como sobreviveremos se este elo estiver rompido ou não for forte o suficiente ? Então em uma análise bem simplista om que de fato precisamos é de políticos competentes com propostas que resolvam nossos problemas com EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA. As eleições está batendo em nossas portas, pré candidatos tem aos montes e todos criticando a situação atual, porém não precisamos de críticas e sim propostas efetivas ( PLANO DE AÇÕES , COM PREVISÃO DE RECURSOS NECESSÁRIOS E QUAL SERÁ A ORIGEM DELES ) Outra situação a repensar , falamos de políticos corruptos , de vantagens absurdas que a maioria se não todos na esfera municipal, estadual e federal ( Legislativo, Judiciário e Executivo ) auferem ao longo do ano, mas o que dizer deste momento que vivemos, após atender as solicitações dos transportadores ( sou solidário ), estamos tentando retornar à normalidade , os postos de combustíveis aumentando de maneira abusiva os valores nas bombas ( quando o que queremos é que reduzam os preços ) . COMO CLASSIFICAR ESTAS PESSOAS ?… Bem penso que é o grande momento , devemos voltar à normalidade mas nos lembrarmos de que OUTUBRO ESTÁ PRÓXIMO. Boa reflexão para nós brasileiros….

Deixe uma resposta