Paralisação de ônibus em São José dos Campos afeta serviços no início da manhã desta sexta,18

Passageiros foram pegos de surpresa por paralisação de ônibus. Foto Meramente Ilustrartiva, clique para ampliar

Condutores estão em campanha salarial e querem manutenção do Vale-Refeição e cobradores em veículos menores

ADAMO BAZANI

Motoristas e demais funcionários dos transportes coletivos em São José dos Campos, no interior Paulista, cruzaram os braços no início das operações nesta sexta-feira, 18 de maio de 2018.

A categoria pede reajuste salarial de 5%, manutenção do Vale-Refeição, permanência dos cobradores em veículos menores e equipação salarial de todas as categorias de motoristas do sistema.

A data-base da categoria é dia 1º de maio.

Diversas pessoas foram pegas de surpresa pela paralisação. Alguns ônibus começaram a deixar as garagens por volta das 07h15.

No início da manhã, ainda eram realizadas assembleias nas portas das garagens das empresas Saens Peña, Expresso Maringá do Vale e CS Brasil.

O Bus Vale, sindicato que representa as viações, disse que foi pego de surpresa pela paralisação e que as negociações estão em andamento.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Paralisação de ônibus em São José dos Campos afeta serviços no início da manhã desta sexta,18

  1. Desculpe, mas na minha opinião já estão absurdas estas greves, a todo momento, lutem pelos direitos, mas de outra forma. Como por exemplo, soube que no Japão, se não me engano, os motoristas e cobradores trabalham e não cobram a passagem da população, assim, os empresários são os únicos prejudicados, e quando muito, seria bom cumprirem com o aviso de 48hs antecipadas, para que busquemos uma alternativa; o jeito é pedir paciência aos nossos patrões por enquanto.

    • Apenas corrigindo uma informação do Breno: como se trata de serviço essencial para a população, a Lei determina que qualquer paralisação deve ser obrigatoriamente precedida de comunicação previa com no mínimo 72 horas de antecedência. Infelizmente, essa determinação legal nem sempre é cumprida ou respeitada, assim como tantas outras coisas previstas em Lei neste país.

  2. Se não houver paralisação, nada acontece, os empresários ficam chorando o tempo todo, mas abandonar o serviço não querem, o ideal era estatizar o transporte coletivo em todo o Brasil, empresários cada dia mais ricos e funcionários mais pobres

  3. Tem que parar mesmo,todo ano é a mesma choradeira, empresários ricos e funcionários pobres ,tem que estatizar tudo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: