Frente Parlamentar vai lutar por incentivos para a indústria de veículos elétricos

Lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Eletromobilidade Brasileira Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletromobilidade Brasileira foi lançada oficialmente nesta quinta-feira, dia 17 de maio

ALEXANDRE PELEGI

Foi lançada em Brasília, nesta quinta-feira, dia 17 de maio de 2018, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletromobilidade Brasileira.

O Grupo é composto por 190 deputados e 10 senadores, e visa estimular o desenvolvimento da indústria automotiva brasileira de veículos elétricos.

Enquanto a China, somente em 2017, vendeu 600 mil carros elétricos, o Brasil possui atualmente apenas 8 mil unidades. Um dado importante: os carros particulares, movidos a combustível fóssil, são responsáveis por 60% das emissões de CO2 veicular do país.

Diante desse quadro, o coordenador da frente, deputado Marcelo Matos (PSD-RJ), disse que um país como o Brasil precisa gerar energia limpa: “Estamos vendo o mundo avançando nisso – China, Japão, Estados Unidos – e nós estamos ficando pra trás mais uma vez. Temos de olhar para a frente e avançar. É nisso que a gente vai trabalhar, para que fortaleça a indústria e crie benefícios para que ela possa instalar no nosso país”.

O parlamentar ressaltou que o objetivo é propor medidas para incrementar o mercado interno, o desenvolvimento tecnológico e a infraestrutura. “Criar os incentivos necessários para que essa indústria ganhe força no País, nos estados, e gere emprego e renda”, disse o deputado.

Além de setores da indústria e associações ligadas à área de eletromobilidade, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, também esteve presente ao lançamento da Frente. Kassab disse que os veículos movidos a energia elétrica “são o futuro da mobilidade urbana”. Em declaração à Agência Câmara Notícias, o ministro afirmou: “A mobilidade está vinculada à qualidade de vida das pessoas, ao desenvolvimento do País, ao instrumento de trabalho de todos os brasileiros. E a mobilidade elétrica é uma das principais saídas para que a gente possa ter uma mobilidade saudável, baseada na sustentabilidade na independência brasileira”.

O QUE É UMA FRENTE PARLAMENTAR

Associação suprapartidária destinada a aprimorar a legislação referente a um tema específico. As frentes podem utilizar o espaço físico da Câmara, desde que suas atividades não interfiram no andamento dos outros trabalhos da Casa, não impliquem contratação de pessoal nem fornecimento de passagens aéreas. Para fins de registro, deverão ser integradas por, no mínimo, um terço de membros do Poder Legislativo Federal. (Fonte: Câmara Federal)

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta