Consórcio Metropolitano de Transportes passa a operar sistema intermunicipal de passageiros no MT

Foto: divulgação (site FolhaMax)

Concessionária venceu a licitação para o serviço de transporte ‘categoria básica’, que atende às linhas da Região Metropolitana de Cuiabá

ALEXANDRE PELEGI

O Consórcio Metropolitano de Transportes (CMT) recebeu autorização para operar o novo sistema de transporte coletivo rodoviário intermunicipal de passageiros no estado de Mato Grosso. A autorização foi concedida pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (AGER/MT).

O Consórcio venceu a licitação para o serviço de transporte ‘categoria básica’, que deve operar todas as linhas que atendem o Lote 1 do Mercado 01 (Região Metropolitana de Cuiabá).

Em março a Viação Novo Horizonte Ltda já havia entrado em operação, atendendo ao Lote II dos Mercados 02 (Rondonópolis) e 07 (Alta Floresta). A empresa pagará uma outorga de R$ 30 milhões e os contratos são de 20 anos:

https://diariodotransporte.com.br/2018/01/16/novo-horizonte-ganha-concessao-intermunicipal-no-mato-grosso/

A região atendida pelo Consórcio Metropolitano de Transportes abrange as cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, Nobres, Acorizal, Jangada e Rosário Oeste.

A concessionária vai operar com a tarifa apresentada pela própria empresa no processo licitatório e, posteriormente, atualizada pelos índices estabelecidos no contrato. Segundo informações do Governo do MT, no caso específico da tarifa referente aos serviços de transporte coletivo do Mercado I (Região Metropolitana), o valor do coeficiente tarifário foi atualizado pela Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra), em 11/10/2017 (DO/MT 27.123). Isso significa que todos os usuários do transporte coletivo desta região serão tratados de forma isonômica, pagando o mesmo valor do quilômetro rodado para a composição do valor da sua passagem.

Entre as cidades que compõem o Mercado I (Região Metropolitana), apenas Santo Antônio do Leverger deverá ter um aumento de tarifa, considerando que historicamente vem de uma defasagem na sua recomposição. A concessionária solicitou a implantação dos novos serviços já com o pedido junto à AGER para a autorização de Tarifa Promocional, o que já foi aprovado pela Diretoria Executiva. Isso implica em um desconto inicial de 29,5% aplicados sobre o novo coeficiente tarifário.

HISTÓRICO

Na sexta-feira passada, dia 13 de abril, o Governo do Estado de Mato Grosso retomou a licitação das linhas de ônibus intermunicipais rodoviárias, após o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rui Ramos, atender ao pedido assinado pela Procuradoria Geral do Estado -PGE e Ministério Público Estadual -MPE). O certame tinha sido suspenso em 15 de março pelo juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular.

A concorrência pública, iniciada em 2012, segundo o Governo do MT, visa a regularizar o transporte de passageiros no estado. São 16 lotes definidos inicialmente no Plano de Outorga.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. wilian disse:

    a concessionária tem muito ainda que melhorar.
    por duas vezes que a linha Cuiabá chapada das 17:30 esta saindo da rodoviária atrasado, causando desconforto aos usuários.

Deixe uma resposta