Governo do Rio diz ter economizado R$ 72 milhões com limite de renda para Bilhete Único

Atualmente, só recebem desconto da integração quem ganha até R$ 3205,20 por mês

ADAMO BAZANI

O Governo do Estado do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira, 17 de abril de 2018, que desde 2016, conseguiu economizar em torno de R$ 72 milhões em subsídios ao sistema de Bilhete Único Intermunicipal porque subiu os valores das tarifas e, principalmente, por ter limitado os descontos nas integrações à renda dos passageiros.

Desde 22 de março, só têm direito a pagar R$ 8,55 por diferentes conduções em vez de tarifas cheias, os passageiros que têm renda mensa de R$ 3205,20.

Quando a lei estadual 7206, limitou a renda, a tarifa integrada passou a ser de R$ 8 somente para passageiros que ganhavam R$ 3 mil por mês.

Por outro lado, menos pessoas passaram a contar com a possibilidade de integração. Eram 5 milhões de passageiros e, agora, são 2,1 milhões.

O Governo do Estado do Rio também cortou as gratuidades para passageiros entre 60 e 64 anos, o que resultou na queda de 42% no volume de subsídios.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Limpopo disse:

    Podiam economizar usando eletricidade de origem solar em vez de penalizar os cidadãos.

Deixe uma resposta