CPTM recebe peças teatrais em estações de trem

Projeto inclui apresentação de dois espetáculos inspirados nas histórias de passageiros da companhia

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

As estações da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vão receber peças teatrais a partir desta quinta-feira, 12 de abril de 2018. O coletivo Estopô Balaio vai apresentar dois espetáculos inspirados nas histórias de passageiros da companhia.

Por meio do projeto “Nos trilhos abertos de um leste imigrante”, serão apresentadas as peças “A Vida Adulta, a Mulher” e “A Velhice, o Artista”.  Ao todo, serão quatro apresentações, feitas nas linhas 10-Turquesa e 11-Coral, de acordo com informações da CPTM.

“A Vida Adulta, a Mulher” terá como cenário a Linha 11-Coral (Luz – Estudantes) e será encenada quinta e sexta, às 14h. Na próxima semana, será a vez da Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra) servir de palco para a montagem “A Velhice, o Artista”. As sessões serão na quinta e sexta, no mesmo horário.

“’A vida adulta, a mulher’ conta a história da pernambucana Janaína, que durante a infância sofreu diversos abusos e aos 15 anos foi obrigada a se casar. Por 18 anos, a jovem conviveu com o marido que a agredia fisicamente e chegou até a ser hospitalizada. Com o incentivo dos filhos, Janaína se libertou do relacionamento e veio para São Paulo, onde mora há seis anos. A peça retrata um sonho que ela não pôde realizar: sua festa de 15 anos. A viagem com destino a Guaianases, é para buscar o bolo de aniversário e festejar com o público na própria estação de trem” – descreve a CPTM.

“’A velhice, o Artista’ narra a história do Sr. Vital, que nasceu em Mariana (MG). Em 1964, ele veio tentar a sorte na capital paulista. Aqui, trabalhou em diversas metalúrgicas, no período em que o sindicalismo era bastante forte. Vital testemunhou as lutas e os desdobramentos trabalhistas da época. Mas seu sonho sempre foi tocar sanfona. A encenação mostra as dificuldades enfrentadas por ele para realizar o sonho”

Para participar da viagem teatral os interessados devem se inscrever pelo e-mail reservas@coletivoestopobalaio.com.br e chegar à Estação Brás, 30 minutos antes do espetáculo.

PROJETO

O coletivo Estopô Balaio desenvolve relatos de passageiros em forma de peça teatral para o público. O grupo tem residência artística no Jardim Romano e conta com a participação de artistas migrantes. O coletivo é vencedor do Prêmio Rumos, do Itaú Cultural, entre outros prêmios.

“Durante 24 meses, os artistas do grupo teatral ouviram os relatos dos usuários que, devido à distância, sentiam falta de familiares e amigos. Muitos deles, sem saber ler e escrever, recorriam aos atores que se disponibilizavam nas estações para escrever cartas voluntariamente aos entes queridos, amenizando assim a saudade” – relatou a assessoria de imprensa da CPTM.

Serviço – Projeto “Nos trilhos abertos de um leste imigrante”

Ponto de Encontro: Espaço Cultural da Estação Brás da CPTM, 30 minutos antes da peça

Inscrição: reservas@coletivoEstopôbalaio.com.br

Grátis para usuários do sistema

 

Viagens Linha 11-Coral:

Espetáculo “A vida adulta, a mulher”

Sessões:  12/4, quinta-feira, às 14h e 13/4, sexta-feira, às 14h

Viagens Linha 10-Turquesa:

Espetáculo: “A velhice, o artista”

Sessões:  19/4, quinta-feira, às 14h e 20/4, sexta-feira, às 14h

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: