Comitê da Grande Florianópolis aprova convênio da Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano

Foto: Tailisson Fernandes Site Ônibus Brasikl

Falta pouco para que todo o sistema de transporte seja integrado na RMF, com um bilhete e linhas que se complementam

ALEXANDRE PELEGI

O Comitê de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Coderf) aprovou nesta quarta-feira, dia 4 de abril, a minuta do convênio interfederativo entre Governo do Estado e municípios da região para implantação da Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano.

A reunião teve a presença de representantes das prefeituras de Biguaçu, Governador Celso Ramos e São José, além da Suderf – Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis, SC Parcerias, Granfpolis, OAB, CREA-SC e CAU-SC.

A minuta do convênio aprovada pelo Coderf, instância consultiva da Região Metropolitana de Florianópolis (RMF), tem como principal objetivo viabilizar o sistema de linhas e serviços de transporte público coletivo municipal e intermunicipal nas modalidades terrestre ou aquaviário na região.

A minuta abrange também itens do sistema de transporte, como paradas de ônibus e a concessão da operação das faixas e vias preferenciais ou exclusivas para ônibus. A concessão de operação será definida conforme os contratos de programa a serem estabelecidos com cada município.

Para que o convênio seja assinado, formalizando assim o compromisso entre prefeituras e Governo do Estado, técnicos das prefeituras apresentarão o texto do documento aprovado pelo Coderf aos prefeitos.

Além do convênio, o Coderf analisará agora o contrato que estabelece as regras da prestação de serviço do transporte coletivo metropolitano firmado com cada um dos municípios.

Com os dois documentos aprovados pelos prefeitos, resta agora aprovar o Projeto de Lei estadual (PL) em tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que transfere a responsabilidade da operação e fiscalização do transporte coletivo metropolitano da Grande Florianópolis para a Suderf. O texto do PL foi debatido e aprovado pelos prefeitos da RMF em reunião na prefeitura de São José, no dia 12 de março de 2018.

Com todas essas etapas cumpridas, o Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Suderf, lançará o edital de licitação do sistema integrado de ônibus.

Conforme publicado pelo Diário do Transporte, a intenção do Governo catarinense em implantar a Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano é evitar sobreposições de linhas metropolitanas com as municipais, além de criar pontos de transferência e promover integração.

Os passageiros da RMF vão usar apenas um bilhete, tanto nos ônibus municipais como nos metropolitanos e as tarifas serão integradas, segundo a Suderf.

Com isso, preveem os técnicos da autarquia, será possível reduzir custos aumentando a eficiência e não cortando os serviços.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: