Mercedes-Benz negocia em janeiro, 300 chassis para São Paulo

Maior parte dos ônibus padron novos para São Paulo continua sendo fornecida pela marca. Foto Ilustrativa

Ônibus irão para os sistemas urbanos do Estado

ADAMO BAZANI

Durante a apresentação de números de vendas e produção entre dezembro e janeiro, a Mercedes-Benz revelou que somente para o Estado de São Paulo negociou em torno de 300 chassis de ônibus para sistemas de transportes urbanos de diversas cidades.

Os veículos variam desde micro-ônibus até modelos superarticulados.

O maior volume foi para a Capital Paulista.

Em entrevista ao Diário do Transporte, na última semana, o diretor de vendas e marketing de ônibus da montadora, Walter Barbosa, disse que a Mercedes-Benz está atenta à licitação da capital paulista, principalmente em relação às novas exigências de restrição de poluição, mas que independentemente do certame, somente com a renovação natural, a substituição dos veículos que já ultrapassaram a idade permitida (mesmo com as tolerâncias dadas pela SPTrans enquanto os contratos estão em aditivos) deve exigir entre 1600 a 1800 ônibus novos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/02/05/apostando-em-crescimento-de-15-mercedes-benz-destaca-segmentos-de-onibus-escolares-e-rodoviarios-e-o-sistema-da-capital-paulista/

Outro mercado que foi destacado pela Mercedes-Benz em janeiro foi de Recife.

As empresas de ônibus do sistema da cidade negociaram em janeiro, 180 ônibus.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

5 comentários em Mercedes-Benz negocia em janeiro, 300 chassis para São Paulo

  1. Esperamos que Mercedes possa oferecer plataformas ecologicamente corretas, como o gás natural, o biodiesel, o etanol e mesmo elétricos (trólebus e baterias). Quando falo em oferecer me refiro a fazer lobby junto às empresas e à prefeitura para a adoção desses sistemas.

  2. Esse da foto sofre (rs) pra subir a Raposo Tavares na altura do km 12 (ida; sentido centro) e, na volta, no km 10.

    • O. Juliano, boa noite.

      Por isso que só passa de 21/21 e olha lá.

      Bora lá botar um cabritinho.

      Rsssssssssssssssssssssssssssss

      Será que os novos a gás e a bateria, guentam as subidas da Raposo ??

      Abçs,

      Paulo Gil

      • Se o motor tiver potência igual a este já pode deixar um guincho fixo pra ajudar a subir porque essa da Raposo ainda é menor do que as inclinações aqui do bairro Jardim D’Abril hahaha

        Porém os trólebus, pelo pouco que andei em subidas, parecem ter uma ótima performance de arranque e velocidade constante. Se os elétricos tiver potência equivalente aos trólebus, acredito que será “ok”.

      • O cabrito tem potência e torque menores que esse O-500 U. Enquanto o O-500 U tem 256 cv de potência e 900 Nm de torque, o cabrito OF-1724 tem 238 cv e 850 Nm.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: